Protetora pede que comunidade ajude cães abandonados em imóvel

825

Nove cachorros presos num imóvel abandonado na Cidade Nova. Essa é a situação relatada pela protetora Aparecida Bernadete Muffato. Segundo conta, ela auxiliou o dono da casa no trato dos animais durante dois anos. No entanto, ele morreu há cerca de dois meses e a irmã, por problemas de saúde, foi retirada da residência na última sexta-feira (30).

Desde então, não há mais ninguém fixo no local. A protetora afirma que consegue apenas jogar ração pelo portão, que é baixo, e empurrar umas vasilhas com água e leite aos animais. São nove cães atualmente e ela diz não ter condições de cuidar deles diariamente.

“Todas as sextas eu levava um saco de ração ao antigo proprietário. Ao longo do tempo, providenciei a castração de 17 cães e ajudei na adoção dos mesmos. Mas, hoje em dia, com a casa fechada, não há quem cuide dos animais. Eu tenho ido diariamente, mas está difícil fazer esse trabalho sozinha, porque moro longe e tenho problemas de saúde”, comenta Aparecida.

A reportagem do Jornal Cidade esteve no local e constatou a situação. Os cães estão agitados, nervosos e houve até brigas entre eles. A protetora suspeita que possa ter algum cão morto na casa. “Eles estão estressados e brigando muito. Estou sentindo até a falta de um, que pode ter sido atacado pelo bando e morrido”, reforça.

Canil Municipal

Aparecida contatou o Canil Municipal para auxiliá-la, mas o abrigo está lotado e não pode receber mais animais. Desta forma, solicita o apoio da comunidade na adoção dos cachorros que se encontram no imóvel.

O Departamento de Proteção Animal (DPA) informa que o canil municipal está com lotação esgotada, com cerca de 130 cães e, apesar de não ser possível realizar a recolha desses cachorros, se dispõe a dar o atendimento veterinário necessário.

Inclusive, um dos cachorros do imóvel foi atendido pelo canil municipal. “O Departamento de Proteção salienta que os demais cães, também, não ficarão desamparados, pois receberão os devidos cuidados, no imóvel”, conclui em nota.

Castração gratuita de cães e gatos, resgate de animais em situação de sofrimento e canil municipal estão inseridos nos trabalhos realizados pela prefeitura em prol dos animais da cidade.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: