Foi protocolado no fim da tarde desta segunda-feira (25) na Câmara Municipal de Rio Claro um projeto de lei para revogar a popularmente chamada “taxa de iluminação”.

A contribuição para melhoria da iluminação pública foi criada na administração anterior e é cobrada mensalmente da população.

O projeto protocolado baseia-se na jurisprudência reconhecida em diversas outras cidades que obtiveram sucesso na revogação.

O texto foi apresentado pelo presidente da Câmara, André Godoy (DEM), Adriano La Torre (PP), Júlio Lopes (PP), Val Demarchi (DEM), Carol Gomes (PSDB), Seron do Proerd (DEM), Irander Augusto (Republicanos), Geraldo Voluntário (DEM), Paulo Guedes (PSDB), Ney Paiva (DEM), Hernani Leonhardt (MDB) e José Pereira (PTB).

O prefeito Juninho da Padaria colocou a revogação como promessa de campanha quando foi candidato a prefeito. Enquanto vereador, chegou a votar contra a criação da taxa. Um projeto foi apresentado por ele na época para revogação, mas a propositura não avançou na Câmara.

Confira reportagem completa na edição desta terça-feira (26) no JC, nas bancas.