No próximo dia 26 serão realizadas as principais promoções da “Black Friday”, em que lojas e outras atividades comerciais e de serviços tanto presenciais quanto on-line prometem grandes descontos para marcar o início do período de compras de final de ano. A ideia foi importada dos Estados Unidos e já se tornou tradição no Brasil, com muitos estabelecimentos anunciando preços mais baixos desde o início do mês.

Como a data também gera muitas dúvidas e reclamações, a unidade do Procon de Rio Claro faz algumas orientações para que os consumidores se organizem, façam compras de maneira segura e evitem eventuais descontos enganosos.

Uma das dicas é sempre fazer a análise e comparação de preços antes de efetuar a compra. De preferência, o consumidor deve acompanhar os preços dos produtos no período anterior à Black Friday para evitar a chamada maquiagem de preços, em que o lojista aumenta o preço para depois dar o falso desconto.

Nas compras on-line é prudente evitar o clique em propagandas colocadas nas redes sociais ou em links enviados por e-mail. Também é bom passar longe de sites que não possuem endereço físico com CEP e CNPJ. A Fundação Procon São Paulo possui lista de sites duvidosos, sistemas.procon.sp.gov.br/evitesite/list/evitesites.p hp.

Quando se inicia uma compra pelo site deve-se sempre finalizar a compra pelo site. Nunca se deve pagar para pessoas fora da plataforma, pois assim o site não será responsável caso haja algum problema com a compra. Também é importante fazer compras on-line de forma segura, jamais utilizando redes públicas de “wifi” ou realizando compras em “lan houses” e similares. Essas redes são mais vulneráveis a ataques.

É preciso também redobrar a atenção às propagandas e promoções desproporcionais aos valores reais de mercado. Ainda que o lojista seja obrigado a cumprir a oferta, pode ser caso de golpe ou de erro, não cabendo o cumprimento do valor ofertado. O Procon também orienta para que os consumidores verifiquem se o valor que está sendo pago é o mesmo que foi ofertado, tanto nas compras presenciais quanto nas on-line.

Ao pagar o boleto da compra o consumidor deve verificar se o pagador é a pessoa que está comprando e se o beneficiário é o estabelecimento em que se efetua a compra. Nunca se deve pagar boletos com nome de loja (CNPJ) para pessoa física (CPF).

O Procon de Rio Claro também lembra que o direito de arrependimento e o período de desistência imotivada da compra vigoram pelo pelo prazo de sete dias corridos a partir da compra ou do recebimento do produto, somente para as compras efetuadas de maneira remota, como por internet e telefone.

Quando o consumidor tem problemas com a compra, como o não recebimento da mercadoria ou a não prestação de um serviço, pode registrar a sua reclamação no Procon. Em Rio Claro, o Procon está localizado na Rua 5, 821, avenidas 5 e 7, Centro. Os telefones são 3533-1944, 3533-2070, 3532-3067, 3534-7792 e 3532-3152. O e-mail é [email protected]. Já a unidade do Procon do Cervezão fica na Rua M-15, 411. Os telefones são 3523-5985 e 3532-1550. O e-mail é [email protected].

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Rio Claro vacina contra a Covid nesta 6ª-f a partir das 7h30

Princesa Victoria ganha consultório odontológico