Ramon Rossi

O primeiro caso suspeito de coronavírus (Covid-19), notificado em Araras na semana passada, foi descartado após a chegada do resultado do exame laboratorial realizado pelo Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo. A Secretaria Municipal de Saúde recebeu o laudo na tarde da última terça-feira (10). O paciente de 36 anos, que apresentou sintomas suspeitos após retornar da Islândia, foi diagnosticado com gripe comum e se recupera bem. A Vigilância Epidemiológica monitora um segundo caso suspeito de coronavírus, notificado na última segunda-feira (9). Trata-se de um paciente de 60 anos que veio da Espanha para visitar familiares na cidade. Ele é ararense, mas mora atualmente na Europa.

O homem, que procurou atendimento na rede pública com sintomas como dor de cabeça, tosse e febre, está em isolamento domiciliar. Segundo a equipe da Vigilância Epidemiológica, ele se recupera bem e não apresenta complicações.

A Secretaria da Saúde aguarda resultado da análise laboratorial do material coletado junto ao paciente e encaminhado ao Instituto. Somente após a chegada do laudo será possível fechar o diagnóstico do caso. A previsão é que a análise seja concluída em 15 dias, mas o prazo depende da logística e da demanda do laboratório.

Publicidade

“Como o primeiro paciente, ele também esteve em um país que registra casos de coronavírus e apresentou sintomas suspeitos. Por isso, notificamos o caso, segundo o protocolo de atendimento determinado pelo Ministério da Saúde”, esclarece o médico Rodrigo Klein, da Vigilância Epidemiológica de Araras.

Ele explica que o isolamento domiciliar faz parte das medidas recomendadas pelo Ministério para casos suspeitos e segue orientações que garantem a segurança do paciente e dos familiares. A ação preventiva é realizada durante o período de possível transmissão do vírus, que dura 15 dias. Durante essas duas semanas, o paciente deve permanecer em locais bem ventilados e evitar receber visitas e ter contato próximo com outros moradores da residência. A recomendação da OMS (Organização Mundial da Saúde) é manter distância mínima de um metro do paciente.

“Não há motivo para pânico. Os cuidados para se prevenir do coronavírus são os mesmos para evitar gripes e outros transtornos respiratórios mais comuns e até mais letais do que ele”, reforça o médico.

Evitar locais com aglomeração de pessoas, lavar corretamente as mãos e cobrir a boca ao tossir e espirrar estão entre as principais medidas preventivas. Em caso de dúvida, os ararenses podem procurar as unidades da rede municipal de saúde para serem orientados.

Mais em Dia a Dia:

Cruzamento líder de acidentes em RC passa por mudanças

Temperatura desta quarta-feira (30) pode chegar em até 40º

Santa Filomena se pronuncia após venda para o Sistema Hapvida