Prefeitura complementa salários dos servidores

161

Da Redação

O funcionalismo público de Rio Claro recebe neste sábado (7) o complemento dos salários de dezembro. A prefeitura conseguiu recursos para efetuar o pagamento. Ao encontrar os cofres vazios no primeiro dia de trabalho, a nova administração pagou inicialmente, na noite de quinta-feira (5), apenas R$ 1.000,00 para cada funcionário.

“Continuamos correndo atrás do dinheiro e conseguimos liberar recursos do Fundo de Participação do Município que estavam bloqueados na União, em razão da administração anterior não ter pagado o Pasep”, informa o secretário de Finanças, Gilmar Dietrich.

Para complementar a folha de pagamento, que ultrapassa os R$ 25 milhões, a prefeitura, também, utilizou recursos de IPVA e outras receitas. A prefeitura pagará neste sábado as férias dos servidores da Educação. “A única pendência continuará sendo o vale-alimentação, que vamos tentar pagar o quanto antes”, informa Dietrich.

O prefeito Juninho afirma ter a preocupação de que os números finais da transição de governo possam trazer mais surpresas desagradáveis ao município. “A dívida que estamos herdando, ainda, não está fechada, mas em outubro já era de, aproximadamente, R$ 400 milhões, ou seja, mais de 50% do orçamento municipal previsto para este ano.”

Governo Du Altimari

Por meio de sua assessoria de imprensa, o ex-prefeito Du Altimari afirma que, ao assumir a prefeitura em janeiro de 2009, deparou-se com os salários dos funcionários da Saúde em atraso e com os recursos do governo bloqueados por falta de pagamento ao INSS, porém, para honrar o compromisso com o funcionalismo, negociou e fez o pagamento dos salários em sua totalidade e em dia. “O pagamento de salários ao funcionalismo sempre foi prioridade da minha administração. Completamos oito anos de governo sem atrasar um dia de salários”, esclarece em nota.

Câmara

Ao contrário dos servidores municipais, os salários dos funcionários do Legislativo são depositados em conta no dia 20, e não no 5º dia útil. “O repasse do duodécimo é realizado pelo Executivo e se destina ao pagamento dos funcionários”, explica a assessoria da Câmara Municipal.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: