Prefeitura analisa projeto da Intervias para duplicação da Rio Claro-Araras

132

Divulgação

Os 25 quilômetros da rodovia Wilson Finardi (SP 191) entre os municípios de Rio Claro e Araras serão duplicados, com obras que terão investimentos da ordem de R$ 27,5 milhões.

Nesta semana, a prefeitura de Rio Claro iniciou estudos para a análise do projeto funcional das obras, visando a emissão da certidão de diretrizes, item necessário para a continuidade do processo que resultará na duplicação da rodovia.

Duplicação da SP 191 é obra prevista em contrato e faz parte do Programa de Concessões Rodoviárias
Duplicação da SP 191 é obra prevista em contrato e faz parte do Programa de Concessões Rodoviárias

“Tão logo recebemos a solicitação da Intervias encaminhamos a documentação para as análises, com a orientação para que tramite com urgência, pois sabemos da importância dessa obra”, afirma o prefeito Du Altimari, que nesta quinta-feira (30) percorreu trecho da rodovia na companhia do secretário de Obras, Rodrigo Mussio.

A SP 191 apresentou média diária de 3.200 veículos no primeiro semestre deste ano, conforme números da Intervias, concessionária que gerencia a rodovia e apresentou o pedido de certidão de diretrizes à prefeitura de Rio Claro. “Este documento é necessário também para o desenvolvimento do projeto executivo”, observa Mussio.

Além da duplicação da rodovia, o projeto inicial prevê o melhoramento de dois dispositivos de retorno, um na Estrada Velha de Brotas que dá acesso à zona rural e ao bairro Cervezão e outro na Rodovia Washington Luís, próximo ao distrito de Batovi. O projeto contempla ainda a implantação de mais seis dispositivos, como galeria, ponte e novos dispositivos de retorno.

A duplicação da SP 191 é obra prevista em contrato e faz parte do Programa de Concessões Rodoviárias do governo do Estado de São Paulo.

1 COMENTÁRIO

  1. A avenida que precisa ser duplicada urgentemente é a via que da acesso ao Bairro Bonsucesso e Novo Wenzel, excesso de caminhões de Argila/Saibro para as cerâmicas pesadíssimos sobem a 5km p/h e descem na “Banguela” a mais de 100km p/hora, sem contar que não há a minima possibilidade dos carros passarem e os motociclistas se arriscam ultrapassando pela direita e a pista devido a estes caminhões está toda esburaca e irregular. Cadê o novo Edil representante? Cadê o nosso digníssimo Prefeito?

Qual sua opinião? Deixe um comentário: