Flamboyant poderia cair a qualquer momento, segundo informou a Prefeitura. Moradores cobram restauração de laje circular que foi ponto de ônibus décadas atrás

Flamboyant poderia cair a qualquer momento, segundo informou a Prefeitura. Moradores cobram restauração de laje circular que foi ponto de ônibus décadas atrás

Flamboyant poderia cair a qualquer momento, segundo informou a Prefeitura. Moradores cobram restauração de laje circular que foi ponto de ônibus décadas atrás

Moradores da Vila Saibreiro se depararam com uma mudança significativa na praça circular que existe no trecho entre as ruas Saibreiro 2 e 3, próximo da Avenida 40, na região do Parque Municipal do Lago Azul. A árvore que centralizava o espaço público foi podada há algumas semanas. Mas, nos últimos dias, por fim, todo o espécime de flamboyant foi cortado.

O local foi utilizado por muitos anos como ponto de ônibus. Décadas atrás, conforme relato da moradora Claudia Zoccoler Caparroti, a pracinha era o ponto final para aqueles que precisavam utilizar o transporte público, sobretudo pela linha da Vila Aparecida. “Quem ia para Ajapi também não passava dali para cima. A turma parava por lá e depois seguia a pé”, se recorda.

A famosa laje redonda, hoje, encontra-se deteriorada. No entanto, antigamente era bem cuidada. “Havia um senhor, o Bepo, foi pipoqueiro na praça por muitos anos. Na minha infância inteira. Ele ficava debaixo da laje e vendia pipoca, amendoim, geleia. Ele foi uma pessoa que ajudou a manter aquilo lindo”, comenta ao JC, fazendo pedido para que a administração municipal faça a restauração da estrutura. “Está toda úmida, caindo, já caiu um pedaço”, acrescenta.

A Prefeitura de Rio Claro foi questionada pela reportagem sobre a motivação pelo corte da árvore. “A retirada foi necessária porque a árvore era condenada, de acordo com laudo que autorizou o serviço. Podre e oco, o flamboyant estava com os galhos comprometidos e poderia cair a qualquer momento, pondo em risco pessoas que por ali transitam”, informou.

A respeito de haver algum projeto ou plano para se executar uma restauração da estrutura elevada na praça, o poder público informou que, com o programa de recuperação de praças e outros espaços públicos, a Prefeitura tem feito a revitalização e reurbanização em todas as regiões da cidade. “Estas ações também serão desenvolvidas naquele local, conforme projeto a ser definido”, conclui.

A Praça – Segundo dados do livro “Rio Claro das Praças e Jardins”, do Arquivo Público Municipal, a Praça Dr. Francisco Penteado Júnior recebeu o nome do ex-prefeito (1937-1940) no ano de 1966, pelo então prefeito Augusto Schmidt Filho. O Dr. Francisco foi médico operador da Santa Casa de Misericórdia de Rio Claro e seu diretor clínico por muitos anos. Com a morte de seu irmão Irineu Penteado, assumiu a chefia do Partido Republicano Histórico, vencendo as eleições para prefeito pela sigla.