A Polícia Civil de Rio Claro, através da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), prendeu na manhã desta quinta-feira (2), no bairro Terra Nova, um dos envolvidos na ação de roubo que terminou com um desfecho trágico no Jardim São Paulo, no dia 14 de novembro. Na oportunidade, um jovem de apenas 18 anos acabou baleado com um tiro na cabeça.

De acordo com Alexandre Socolowski, delegado responsável pelo caso, imagens de câmera de segurança juntamente com um trabalho de investigação dos profissionais da delegacia levaram à prisão temporária, por 30 dias, de um dos criminosos.

“Na casa deste indivíduo de 21 anos, que quando menor de idade já tinha passagens, foram apreendidos celulares, centenas de eppendorfs vazios e mais de R$ 18 mil reais. No comércio do investigado foi apreendido a máquina de cartão onde foi passado o cartão de uma das vítimas e duas máquinas caça-níqueis”, disse a autoridade, que afirma que as investigações prosseguem para chegar a outros envolvidos e também à conclusão de onde partiu o tiro que atingiu a vítima que saia de um barzinho com amigos.

Sobre a vítima

Vinicius Mackoviak Costa Pagano saía de um barzinho com amigos quando aconteceu a violência. A Polícia Civil investiga o caso, empenhada em dar uma resposta à sociedade e principalmente à família da vítima.

No último dia 24 de novembro Vinicius acordou do coma de desde então tem tido uma evolução positiva.

De acordo com familiares ele respira sem a ajuda de aparelhos e responde a estímulos.

Ele não teve nada roubado no dia do crime mas acabou sendo atingido por um disparo na cabeça.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.