O município já contabiliza mais de 13 mil casos de dengue notificados pela Vigilância Epidemiológica

Saúde

As unidades de saúde dos bairros estão preparadas para atender as pessoas com sintomas de dengue. A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro solicita que a população utilize desse serviço para não sobrecarregar o setor de emergência.

>>> Epidemia: dengue faz primeira vítima em Rio Claro

A UPA e o PA do Cervezão estão recebendo um número muito grande de pacientes com sintomas de dengue e isso tem provocado problemas no atendimento de emergência. Na segunda-feira (23) essas unidades ultrapassaram em muito a capacidade de atendimento.

Caso a pessoa tenha os sintomas iniciais como febre alta, dores nas articulações, dor de cabeça e nos olhos, ela deve procurar imediatamente a unidade de seu bairro, pois lá haverá consulta e as orientações necessárias para seu tratamento.

A pessoa só deve procurar UPA e PA Cervezão se os sintomas se agravarem, como sensação de desmaio, dores abdominais intensas e vômitos que não cessam ou nos finais de semana, quando a unidade do bairro permanece fechada.

A dengue não tem remédio nem vacina específicos. O paciente deve ingerir muito líquido para manter a hidratação, repousar e tomar a medicação prescrita pelo médico.

A população deve evitar criadouros do mosquito transmissor em suas residências não deixando vasilhas, pneus ou qualquer outro recipiente que possa juntar água.  No verão faz mais calor e chove, aumentando os locais com água parada. O calor acelera o ciclo do mosquito.

Mais em Notícias:

VÍDEO: Um dia dos pais diferente