Nações: construtora pode ser penalizada

218

Lucas Calore

O Ministério Público (MP) de Rio Claro fez uma fiscalização no Conjunto Habitacional Jardim das Nações II, na região do Terra Nova, na manhã dessa quinta-feira (12), mesmo dia em que os problemas no empreendimento foram relatados pelo Jornal Cidade.

Na noite de quarta-feira (11), os danos no local tomaram proporções maiores. O terreno onde fica um bloco de apartamentos cedeu ainda mais com o temporal que atingiu o município.

Parque de recreação para crianças ficou alagado
Parque de recreação para crianças ficou alagado

Vistoria

O promotor de Justiça do MP, Gilberto Porto Camargo, esteve no conjunto para vistoriar os problemas.

“Fizemos um balanço do diagnóstico do problema, vamos aprofundar a investigação por meio de um inquérito civil. Vamos notificar a Prefeitura para que ela nos forneça uma cópia do processo administrativo para municiar o Ministério Público com informações técnicas mais precisas, e vamos chamar a construtora Direcional Engenharia para que se manifeste a respeito. Se houver consenso numa solução amigável, podemos fazer um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta). Caso ela não colabore, certamente ingressaremos com uma ação civil pública, procurando indenização e defesa dos moradores”, explica.

Em pesquisa no portal do Tribunal de Justiça de São Paulo é possível verificar que a Direcional Engenharia está envolvida em mais de 60 processos, como embargos, cumprimento de sentença, entre outros.

 Terreno de condomínio que cedeu durante a chuva
Terreno de condomínio que cedeu durante a chuva

Medo

Segundo moradores, um cenário de caos e horror tomou conta do lugar. Moradias do térreo ficaram completamente alagadas, móveis foram perdidos. Eletrodomésticos queimados e até mesmo choques elétricos foram registrados.

A equipe da Defesa Civil de Rio Claro deu apoio aos moradores logo após a ocasião de desmoronamento durante a noite da quarta-feira. Segundo o diretor Wagner Araújo, num primeiro momento, os moradores podem se tranquilizar e o risco de o prédio cair foi descartado. “Após a análise dos engenheiros podemos tranquilizar os moradores. As medidas de correção foram iniciadas. A Defesa Civil e outros órgãos estão monitorando tudo para objetivar o bem-estar das pessoas que aqui moram. Nossa primeira prioridade é a vida”, conclui.

2 COMENTÁRIOS

  1. Construtoras rioclarenses atrasadas, em outros estados é comum não utilizar o famoso andar térreo como residência, normalmente se usa pra garagem. Se essa obra fosse neste molde ninguém teria prejuízo algum dentro dos aptos.

    • Eu diria mais: engenheiros atrasados. Não precisa nem ir muito longe acredito que no próprio estado de SP existam construções no formato que vc mencionou, seria muito melhor pra todo mundo porque além de garagem fica o lobby(o famoso guarda-tralhas).

Qual sua opinião? Deixe um comentário: