Um cortejo com vários ônibus de uma empresa de transportes chamou a atenção em Rio Claro nesta quinta-feira (09). Reunidos, os profissionais homenagearam o colega de trabalho Fábio Carlos Parisati, que morreu nesta quarta-feira (08) em Rio Claro vítima da Covid-19 aos 45 anos.

O motorista ficou internado durante uma semana num hospital da rede particular de Rio Claro, onde morava e trabalhava. Segundo a viúva, Lucimara Loureiro Parisati, houve um agravamento dos sintomas, Fábio teve que ser entubado e não resistiu à doença. Na profissão há 13 anos, o motorista deixa também dois filhos, um neto e o pai.

“Ele foi um homem muito trabalhador, apaixonado pela profissão, adorava dirigir, viajar, e foi no trabalho que também deixou muitos amigos”, destaca Lucimara, casada com Fábio há 28 anos.

Comovidos com a perda, os amigos decidiram acompanhar o transporte do corpo até a cidade de Fernandópolis, onde aconteceu o sepultamento. O mecânico Luiz Pedro Teixeira Leite, que era colega de trabalho de Fábio e registrou o cortejo em vídeo, falou sobre a perda: “Enquanto houver lembranças sempre haverá saudades, descanse em paz guerreiro, cuide da gente aí de cima”.