O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso assumiu a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesta segunda-feira (25). No discurso de posse, Barroso comentou sobre as eleições municipais que devem acontecer no Brasil em 2020.

O ministro descartou a possibilidade de cancelamento das eleições deste ano, porém afirmou que alguns fatores da pandemia do Coronavírus podem pesar na decisão de adiamento ou não da data, inicialmente marcada para Outubro

Barroso disse que conversou com o senador Davi Alcolumbre, presidente do Senado e Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados. Após as conversas, ficou definido que as eleições só serão adiadas se não for possível realizá-las sem risco para a saúde. Caso a data seja adiada, o ministro garantiu que deverá ser ”pelo prazo mínimo” e que os mandatos atuais serão prorrogados.

Devido às medidas de distanciamento social, a posse do presidente do TSE ocorreu de forma virtual. Estiveram presentes por videoconferência, o presidente da República, Jair Bolsonaro, Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre e representantes do STF, do TST, do STJ e do Conselho Federal da OAB.