BARUERI, SP, 31.10.2022 – PROTESTO-BLOQUEIO-RODOVIAS – Trecho da rodovia Castello Branco, no sentido Itapevi,, na grande São Paulo, totalmente bloqueada por conta de protesto de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, nesta terça-feira (1°). (Foto: Ronaldo Silva/Photo Press/Folhapress)

Folhapress

O Ministério Público de São Paulo montou um núcleo com promotores para investigar bloqueios provocados por bolsonaristas em estradas e vias públicas contra as eleições de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que ocorrem desde segunda-feira (31) em todo o país.

Segundo o MPSP, o Núcleo de Atuação Integrada é formado pela Promotoria de Habitação e Urbanismo da Capital e pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

Em nota, o Ministério Publico diz que além da investigação, o núcleo de procuradores vai buscar punição e responsabilização de pessoas físicas ou jurídicas pelo “bloqueio ilegal de estradas estaduais, vias públicas e áreas urbanas, a fim de se contestar o resultado da eleição presidencial, contrariando a soberania popular, e causando incontáveis prejuízos à liberdade de locomoção e circulação de pessoas e bens, além da potencialidade de eventuais agravos diretos à ordem, à saúde, e à economia”.

“No estrito cumprimento da grave missão que lhe foi conferida pela Constituição Federal no que tange à defesa da ordem jurídica e do regime democrático, o MPSP noticia que, desde a noite de segunda-feira [31], vem tomando medidas enérgicas para a preservação do Estado Democrático de Direito, um valor inegociável para a instituição e para o conjunto da sociedade brasileira”, afirma o texto.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Aos 26 anos, jovem sai de RC e promove eventos no Canadá

Pontos de alagamento são registrados após chuva em Rio Claro