Folhapress – Luciana Cavalcante

Uma criança de 10 anos foi encontrada morta com ferimentos na cabeça em uma região de mata, no município de Brasil Novo (PA). A suspeita é que ela tenha sido atacada por um animal da região.

Revoltada, a população caçou e matou uma onça selvagem nas proximidades do local em que o corpo foi encontrado.

O caso aconteceu na noite de quarta-feira (27), na zona rural do município. De acordo com a Polícia Civil, Dierlison Oliveira Paiva havia saído para pescar em um lago próximo à casa da família e demorou muito tempo para voltar para casa. Por isso, o pai do menino teria saído em busca da criança e localizou suas sandálias e roupas sujas de sangue.

De acordo com a polícia, a criança desapareceu ainda dentro da propriedade da família no final da tarde e só foi encontrada por volta das 20h, a cerca de 1,5 km da casa onde moram. A área fica próximo ao rio Iriri, que faz limite com uma reserva indígena.

Com a ajuda dos vizinhos, o corpo do menino foi localizado próximo a uma represa. O crânio da criança tinha características de que havia sido mordido por um animal.

“Quando o lago seca, as crianças costumam ficar nesses açudes que se formam. A probabilidade é que ele tenha sido atacado e arrastado pela onça e não tenha conseguido fugir, já que era pequeno”, afirmou à reportagem o delegado Wallisson Damasceno, do município de Altamira, unidade policial responsável em apurar o caso.

Ainda segundo ele, apesar da presença de onças na região, a polícia diz que não é comum casos de ataques a pessoas. “De vez em quando há casos de ataques a gado e animais menores, mas nunca se teve notícia de ataque a pessoas lá”.

“Tudo indica que tenha sido o ataque de uma onça, já que há presença de muitas nessa região. Mas também tem outros animais, como o gato maracajá. Só a perícia vai comprovar que tipo de animal foi responsável pelo ataque”, explicou o delegado Hennison Jacob, da Diretoria de Interior, da Polícia Civil do Pará.

O corpo do menino foi encaminhado para perícia criminal no município de Altamira.

De acordo com Jacob, os vizinhos da família, revoltados, fizeram uma caça a onça na região e acabaram matando um felino, o que demandou a abertura de um novo inquérito por maus-tratos a animal selvagem.

“Confirmei com o superintendente da polícia civil da região que a população organizou uma caçada na mata e matou uma onça. Mas não há como saber se foi a mesma que teria atacado o menino”, afirmou o delegado da Diretoria de Interior.

A situação será investigada pela polícia civil. “Não foi legítima defesa. Uma coisa seria se o animal atacasse, e [alguém] matasse para se defender, mas não organizar uma caçada para matar o animal”, avalia Jacob.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Papai Noel chega domingo no Parque Lago Azul