As jovens do Anjos de Focinho contam com a colaboração de profissionais que também possam ajudar no projeto de alguma forma

Lucas Calore

As jovens do Anjos de Focinho contam com a colaboração de profissionais que também possam ajudar no projeto de alguma forma
As jovens do Anjos de Focinho contam com a colaboração de profissionais que também possam ajudar no projeto de alguma forma

O amor aos animais pode mexer com as pessoas e torná-las engajadas. Fernanda Schneider resgatou há alguns meses uma cadela atropelada e fez uma rifa para arrecadar renda para o tratamento. A questão se tornou maior, quando se deu conta de que queria fazer algo a mais.

Ela conheceu o Canil Municipal e se sensibilizou com o trabalho feito e a dificuldade que o lugar enfrenta. Então, reuniu-se com outras amigas, Juliana Bavaresco, Mayara Christofoletti, Rúbia Decome e Nathalia Nadai, garotas que também sempre tiveram a percepção de que poderiam fazer mais pela causa animal.

Publicidade

Organizaram, assim, uma feira de adoção dos cães abrigados, com características de porte médio a grande, adultos e idosos. O evento, realizado em maio, foi muito satisfatório e superou as expectativas.

Anjos de Focinho

Foi a partir daí, unindo ideias e objetivos em comum, que criaram o projeto Anjos de Focinho. “O foco é ‘esvaziar’ o canil, encontrando um lar para esses cachorros e dar vaga para outros que necessitem”, diz Juliana.

Os cães disponíveis para adoção são divulgados na página do projeto no Facebook. Para curtir a página, clique aqui. As jovens estão conseguindo atingir pessoas que até então não sabiam da existência real do problema com cães nas ruas de Rio Claro.

Elas reconhecem que a administração do canil ajuda bastante esses animais ‘sem dono’, porém acreditam que o ambiente ainda é precário. “O trabalho é muito bom, mas lá é muito úmido, o que não deve ser”, conta Mayara.

Adoção

Rúbia conta que ainda existe preconceito contra os animais das características do canil. “Geralmente querem filhotes e fêmea”, diz. Ela garante, porém, que cães que estão no abrigo são muito mais fáceis de educar.

Rifas

Os animais que estão sob cuidados do projeto geram gastos e, por isso, as jovens fazem rifas para gerar o dinheiro que custeia vacinas e tratamento. Atualmente, duas camisas oficiais do São Paulo Futebol Clube, com autógrafos do elenco atual, além de Rogério Ceni e Luís Fabiano, estão sendo rifadas.

Feira

Uma nova feira para adoção dos cães será organizada pelo projeto Anjos de Focinho no próximo dia 18 de junho, a partir das 10 horas, no coreto do Jardim Público, no Centro.

Mais em Dia a Dia: