Homem que teve pernas amputadas sai da UTI e celebra recuperação

9949

O caso do pedreiro José Elenildo Vieira da Silva, de 43 anos, que teve as duas pernas amputadas após se envolver em um acidente no dia 23 de julho ganhou um novo capítulo esta semana.

Após dias difíceis lutando pela vida na UTI de Rio Claro, a vítima venceu a primeira batalha e se recupera da complicada cirurgia que enfrentou.

A reportagem conversou com a filha de José Elenildo, que contou como o pai está otimista e não vê a hora de ir para casa: “Ele é o exemplo de um milagre. Saiu do coma e está enfrentando a situação com muita positividade e força. Sempre com um sorriso no rosto, falando de coisas boas”, disse Vitoria Silva, de 21 anos.

A filha ainda relata que o pai, desde o momento em que acordou do coma, sabia da situação que estava enfrentando: “Ele se lembra de tudo o que aconteceu, do momento do acidente, da espera pelo socorro, de olhar as pernas bastante feridas. Todos esses momentos estão muito presentes na memória dele e por isso essa vontade de se recuperar. Ele viu que foi muito grave e que Deus deu uma nova chance a ele de prosseguir. Continuamos muito gratos a todos, amigos, conhecidos ou não, que oraram por ele e deixaram mensagens de solidariedade pela recuperação”, finaliza.

Como aconteceu

José estava em uma motoneta e, ao tentar uma ultrapassagem, colidiu com um caminhão betoneira que se preparava para entrar em uma rotatória. Na batida, o motociclista caiu embaixo da roda do veículo e foi arrastado por aproximadamente 10 metros. Ele teve os membros inferiores prensados por uma das rodas da betoneira, que estava carregada com aproximadamente 24 toneladas. Ele foi socorrido pelo SAMU até o PSMI da Avenida 15 e, ao dar entrada, foi encaminhado diretamente para a Santa Casa, onde passou por cirurgia.

Acidente aconteceu no dia 23 de julho em rotatória da Avenida Brasil no Distrito Industrial

Qual sua opinião? Deixe um comentário: