Hmmm… cafezinho!

198

Adriel Arvolea

No setor cafeeiro, Rio Claro é destaque com a marca do Café Wenzel, produto que está no mercado há 50 anos
No setor cafeeiro, Rio Claro é destaque com a marca do Café Wenzel, produto que está no mercado há 50 anos

Seu sabor e aroma são inconfundíveis. O café é parte da rotina da maioria dos brasileiros e está presente desde o café da manhã com a família até às reuniões de negócios e no encontro entre amigos. A bebida que conquistou o Brasil e o mundo ganhou tanta relevância que o dia 14 de abril foi batizado em sua homenagem, como o Dia Internacional do Café.

De acordo com Clodoaldo Iglezia, degustador de café e diretor industrial da Baggio Café, estudos comprovam que o café pode ser considerado um grande aliado da saúde. “Algumas características já são amplamente conhecidas, como sua ação antioxidante, ação anti-inflamatória e sua capacidade estimulante do sistema nervoso central, responsável pelo aumento do desempenho e energia cerebral”, explica Iglezia.

Deixando de lado as reações físicas provocadas pelo café, o profissional explica que há outro efeito que chama muito a sua atenção: os resultados psicológicos desta bebida, do prazer que ela provoca e do convívio social que ela proporciona. “O maior destaque para a sensação de bem estar se dá ao fato de que o hábito de beber café quase sempre é marcado por encontros sociais. O que me leva a crer que presença de pessoas queridas e boas companhias são associadas aos prazeres físicos dessa bebida que já se tornou sinônimo de momentos agradáveis”, reforça.

Apesar do sabor, aroma e satisfação proporcionados pelo café, em Rio Claro, essa relação com o produto é histórica. Na região, as fazendas cafeeiras – Ibicaba e Angélica –, no início do século XIX, deram grande impulso à urbanização dos povoados com as negociatas do café, atraindo, também, os imigrantes para o trabalho nas plantações. Há 50 anos, uma marca local tem se mostrado representativa para o mercado consumidor. O Café Wenzel está no mercado há cinco décadas, tendo importância para o cenário de desenvolvimento junto a Rio Claro e para o setor cafeeiro.

De acordo com a proprietária da empresa, Alessandra Venturoli Sitolini Cano, durante esse tempo, a marca passou por transformações tanto econômicas como de qualidade, qualificação e industrial. “O setor avançou muito no quesito maquinários, tendo realmente uma revolução de máquinas apropriadas especialmente para esse nicho de mercado. O café Wenzel mantém o cuidado com o que há de mais moderno no mercado para poder fazer jus à sua história”, comenta Alessandra.

A empresa atende Rio Claro e região. Com o aumento da produção e com a sede na área urbana, para manter o padrão de qualidade e o crescimento do negócio foi preciso terceirizar a produção a uma torrefação maior. Café almofada, em grão tradicional e gourmet reforçam o gostinho inconfundível do produto.

E como todo bom apreciador, Patrícia Simões, 20 anos, assistente de Qualidade, toma café duas vezes por dia. Gosta de bebê-lo para acordar, desestressar, relaxar ou simplesmente saborear. Tanto que tem até uma garrafa pessoal no local de trabalho. “Ter uma garrafa de café no local de trabalho me faz aproveitá-lo ainda mais. Afinal, bebo o café que eu gosto, do meu jeitinho, quando me dá vontade”, comenta Patrícia.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: