O projeto de extensão “Aves da Minha Rio Claro” surgiu em 2016, quando alunos e professores da Unesp passaram a se reunir. No ano passado, as pesquisas realizadas passaram a ser divulgadas para a comunidade rio-clarense com a criação do projeto de extensão, que é vinculado ao departamento de Zoologia da Unesp de Rio Claro e tem, atualmente, 15 participantes.

“Conhecendo as espécies e seu modo de vida, é possível entender sobre a importância da preservação de ambientes naturais, mesmo que em áreas urbanas. Um exemplo são as aves aquáticas que dependem de ilhas de vegetação para construir seus ninhos, como fazem tantas espécies encontradas no Lago Azul”, explica Ana Cristina Crestani, aluna de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Biodiversidade e uma das responsáveis pelo projeto.

Segundo Ana, o projeto ainda não registrou novas espécies, mas Rio Claro já tem mais de 300 espécies de aves registradas: “Quando a observação de aves é feita com embasamento científico, é possível ampliar a conscientização popular sobre a preservação ambiental, mesmo em áreas urbanas”, pontua ela.

Publicidade

Nos dias 29 e 30 de março, foi realizada observação no Parque Lago Azul, aberta ao público, como parte do Festival Arte, Cultura e Ciência.

Mais informações sobre o projeto na página do Facebook Aves da Minha Rio Claro

Mais em Notícias:

Chuva deve aliviar calor e poluição do ar de SP

Carro avança sinal de PARE e causa acidente com motociclista