O grupo executivo AntiCovid-19 da Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Rio Claro emitiu nota defendendo a manutenção do isolamento social no Município conforme disposto no Decreto Estadual em vigor. A manifestação ocorre dias após a cidade registrar manifestações pela reabertura do comércio.

A Unesp esclarece que reconhece a existência dos efeitos negativos da pandemia na economia do município, em particular aos mais vulneráveis, e ressaltou a necessidade de orientação para que todo o comércio local migre para entrega na residência via internet ou via telefone (delivery) ou passagem rápida pelo estabelecimento (drive thru).

De acordo com o grupo, discutir o fim da quarentena somente deve ocorrer depois de atendidas as seis questões propostas pela Organização Mundial da Saúde (OMS): – 1. A transmissão está controlada? – 2. O sistema de saúde mantém sua capacidade de atendimento? – 3. O risco de surtos em locais críticos como asilos está controlado? – 4. Medidas preventivas estão disponíveis nos locais que as pessoas precisam frequentar? – 5. É possível limitar a importação de casos da doença? – 6. A comunidade está ampla e corretamente informada e engajada nas medidas de prevenção e nas estratégias de relaxamento?

Ainda, a Unesp lembra que existem evidências de que o uso de máscaras pela população e por todos os trabalhadores da indústria, comércio e serviços ajuda a diminuir o contágio pelo vírus e, consequentemente, o número de mortes, sendo recomendação do Ministério da Saúde e do próprio Governo de São Paulo.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia: