Temperaturas baixas deixam população em alerta no município no fim de semana

Lucas Calore

Temperaturas baixas deixam população em alerta no município no fim de semana
Temperaturas baixas deixam população em alerta no município no fim de semana

O frio já está entre nós, apesar de ainda estarmos na estação do outono. De acordo com os dados meteorológicos do Ceapla – Centro de Análise e Planejamento Ambiental da Universidade Estadual Paulista (Unesp), a madrugada dessa sexta-feira (10) foi a mais fria do ano, com mínima de apenas 5°C. A sensação térmica por volta das 7h estava em 3,3°C.

Essa sensação de que o termômetro não condiz com o frio sentido tem uma explicação. Carlo Burigo, técnico do laboratório do Ceapla, afirma que o vento associado com a umidade ‘rouba’ o calor do corpo. “Com as chuvas recentes, o ar está muito úmido, por isso dá uma sensação maior de frio”, explica.

Outra questão abordada por Burigo é a atenção dos motoristas nas estradas e rodovias. “Nevoeiros se formam em áreas de serra e baixadas, então quem vai viajar deve tomar muito cuidado, principalmente durante a madrugada”, alerta.

Previsões

O fim de semana também deve ser de temperaturas bastante baixas em Rio Claro. A mínima prevista para este sábado (11) é entre 4°C e 6°C; no domingo (12), 3°C e, na segunda-feira (13), pode chegar a apenas 2°C.

As máximas devem variar entre 16°C e 19°C. O clima deve voltar a esquentar apenas no meio da próxima semana, quando as mínimas devem chegar aos 10°C.

Morte

A morte de um morador de rua na quinta-feira (9) abriu a discussão sobre os cuidados que as pessoas devem ter no período frio. Isso porque a provável causa da morte do homem foi a hipotermia, ou seja, ele pode ter falecido por conta do frio. O laudo deve sair em breve.

Doações

Uma campanha circula nas redes sociais incentivando que a comunidade, ao sair de casa, leve algum agasalho, manta ou cobertor que não utiliza mais para que, em caso de ver alguma pessoa em situação de rua, possa doar.

Histórico

A temperatura mais baixa já registrada no município foi há mais de 20 anos, em 1994, quando o Ceapla registrou o termômetro abaixo de zero, em 1,8°C negativo.