Adriel Arvolea

A Samuca reuniu mais de mil mascarados no desfile 2016 para desbravar os mitos e a beleza que permeiam o universo das máscaras. A escola invadiu o imaginário e trouxe revelações no enredo “Com as máscaras da vida, tudo acaba em Carnaval”.

Ao longo dos séculos, as máscaras preservam histórias, rituais, tradições e símbolos de diferentes povos. Seja para afastar espíritos maus, crendices na passagem da morte para a vida eterna, sacríficos e até para expressar a arte, o ornamento manifesta muito além do que os olhos podem ver na vida cotidiana.

Numa volta ao mundo, a azul e branca entoou “Salve o Pierrot e a Colombina, o baile de Veneza ‘Ball Masque’, e no meu Brasil de encantos naturais, os índios celebravam os animais”. Um convite para que o folião embarcasse nesta viagem e vestisse a sua fantasia, sem se esquecer da máscara, desde que fosse da alegria, liberdade e do amor ao Carnaval.

DESFILE – Clique nas fotos para ampliar – Fotos: Ezequiel Moura/Studio Diga Xis

Apesar da estrutura grandiosa – 100 ritmistas, 14 alas, cinco alegorias e dois tripés, a agremiação ficou em quarto e último lugar neste Carnaval, quebrando uma sequência de cinco vitórias consecutivas, somando 178,5 pontos.

Reunindo efeitos de luz e visual, encantou o público que compareceu à Rua 3-A. Um dos destaques em termos de fantasia foi o casal de mestre-sala e porta-bandeira Gustavo Lunardi e Deborah Lunardi. Caracterizados como negros – tom de pele e cabelo, a fantasia trouxe, ainda, detalhes da cultura africana. Com relação ao resultado deste Carnaval, o presidente da escola de samba, Welson Camargo, foi categórico. “Estou decepcionado com a Comissão Julgadora e a Prefeitura de Rio Claro”, afirma Camargo.

Desde o último Carnaval, uma das grandes preocupações do presidente era com a crise financeira no País e como seria a economia no decorrer do ano. Com isso, a Samuca buscou reaproveitar materiais, uma vez que as escolas estão conscientes disso, a pensar no bem-estar de quem frequenta a quadra e ensaios, tendo total participação da comunidade. Independentemente do resultado, fez um excelente espetáculo.