“Feijoada com maconha” é apreendida em presídio

983

As “quentinhas” desta vez ganharam um sabor a mais. Preparada pela mulher de um detento, que cumpre pena na Penitenciária de Tupi Paulista, a feijoada tinha entre os ingredientes tradicionais, um adicional não tão comum assim: maconha.

Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP), o flagrante ocorreu durante a inspeção dos objetos que a mulher levava. O material foi apreendido, e a mulher acabou suspensa do rol de visitas e encaminhada à Delegacia da Polícia Civil. Já o preso que seria visitado ficou sem a marmita e foi levado preventivamente ao Pavilhão Disciplinar para a apuração dos fatos.

E não parou por aí. Mais dois casos inusitados foram registrados. Na Penitenciária de Presidente Prudente sobrou para o pacote de farofa que ganhou um acréscimo de maconha. Um funcionário da unidade desconfiou da densidade do pacote e ao abrir constatou que junto com o ingrediente estava a erva esverdeada e com odor forte. A dona do pacote apontou uma outra mulher que estava na fila como culpada e as duas foram suspensas das visitas.

Farofa com maconha também foi descoberta por agentes penitenciários (Foto: SAP)

Para finalizar teve batida de coco em um recipiente de detergente. A tentativa criativa e mal sucedida aconteceu na Penitenciária de Pacaembu.

A batida de coco estava disfarçada de detergente (Foto:SAP)

Qual sua opinião? Deixe um comentário: