O Posto de Atendimento ao Trabalhador de Rio Claro divulgou as novas vagas de emprego disponíveis

Vivian Guilherme

A taxa de desemprego no país atingiu 9,5% no trimestre encerrado em janeiro, em média, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). É o maior nível registrado pela pesquisa, que começou a ser feita em 2012. O resultado ficou acima do registrado no mesmo trimestre do ano anterior, de 6,8%, e superou também o do trimestre encerrado em outubro de 2015, quando foi de 9%.

O número de desempregados chegou a 9,6 milhões de pessoas, em média, o que representou alta de 6%, ou 545 mil pessoas, em relação ao trimestre de agosto a outubro de 2015. No confronto com igual trimestre de 2015, o número subiu 42,3%, o que representa 2,9 milhões de pessoas. Segundo os dados do CAGED, somente em fevereiro deste ano foram perdidos 22.110 empregos celetistas no Estado de São Paulo.

REGIÃO

Em Rio Claro, a situação é um pouco mais animadora do que em algumas cidades da região. Apesar de 2.110 terem sido desligados no mês de fevereiro, outras 2.092 foram admitidos. O que representa um déficit de 18 postos de trabalho no mês.

Entretanto, o número negativo registrado na Cidade Azul ainda é menor do que em cidades como Matão, que em fevereiro contabilizou mais de 3 mil desligamentos e apenas 657 admissões, portanto, fechamento de mais de 2.300 postos de trabalho.

Nas cidades da região, o fechamento de vagas também foi significativo, se considerado o âmbito populacional de cada município. Em Cordeirópolis, foram 292 demitidos e 195 admitidos, com saldo negativo de 97 vagas. Itirapina também fechou fevereiro em baixa, com 117 demitidos e 9 admitidos, saldo negativo de 20 postos de trabalho. Santa Gertrudes também seguiu a tendência de fechamento de vagas, com a contratação de 101 pessoas e demissão de 143, saldo negativo de 42 vagas.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias: