Educação providencia ata para manutenção escolar

117

Antonio Archangelo

A falta de manutenção aumenta os riscos de acidentes em unidades escolares municipais
A falta de manutenção aumenta os riscos de acidentes em unidades escolares municipais

A Secretaria Municipal da Educação afirmou nesta terça-feira (03), que está providenciando levantamento para promover a manutenção de playgrounds localizados em unidades escolares da rede municipal.

De acordo com a nota, apenas duas escolas solicitaram a intervenção. “A Secretaria Municipal da Educação está realizando os levantamentos necessários para fazer uma ata de registro de preços visando a manutenção dos playgrounds das escolas da rede municipal de ensino. A ata de registro de preços é uma modalidade de aquisição de serviços que permite o pagamento por demanda, o que, neste caso específico, é mais econômico que manter um contrato fixo pago mensalmente independentemente do serviço ter sido necessário ou não em determinado mês. Até o momento, duas escolas da rede municipal fizeram solicitação para manutenção nos playgrounds e objetivo da Secretaria da Educação é atender essas unidades a partir da ata de preços” alegou em nota.

No mesmo dia, o líder da oposição, vereador Juninho da Padaria (DEM) denunciou riscos aos alunos pela falta de zelo com os equipamentos. “Em vistoria que fez a algumas escolas, uma situação chamou bastante atenção após o relato da direção que o preocupou bastante, haja vista que crianças estão proibidas de ir até o parquinho e na maioria das vezes essas crianças ficam em outras atividades, a direção nos relatou que todo mês tinha visita técnica que realizava as vistorias dos playgrounds e que há bastante tempo isso não ocorre, condições de pagar a Escola não tem visto que já estão pagando para cortar o mato, comprar materiais de higiene e limpeza” citou em nota a assessoria de imprensa do legislador.

“O vereador fez contato com a empresa que fazia a manutenção Muniz Brinquedos, o responsável Claudio informou ao vereador que o contrato acabou no final de julho de 2014 e, por este motivo os laudos e vistorias técnicas não estão sendo realizados, Claudio nos relata que eram 50 escolas e que foram mais de 15 anos de serviço prestados sem nenhum acidente” elenca.

O vereador citou o caso de uma garota de sete anos que foi vitima do descaso em um playground no bairro Terra Nova. “Onde uma tora de madeira caiu sobre sua cabeça e só depois a municipalidade fez a remoção dos aparelhos quebrados, estamos falando em nome de 50 escolas e somos responsáveis pela integridade física das crianças e não podemos ficar de braços cruzados, pois se algo acontecer com essas crianças, iremos cobrar uma punição severa aos responsáveis” finaliza Juninho, que encaminhará ofícios ao executivo, a Secretaria de Educação e também ao Ministério Publico.

A Secretaria da Educação salienta que o caso relatado no bairro Terra Nova “não aconteceu em unidade de ensino e que as escolas municiais não têm registros recentes de acidentes do tipo”. A empresa não foi encontrada para comentar as informações.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: