Dólar em alta ajuda no turismo local

134

Sidney Navas

ANALÂNDIA: turismo radical e muito contato com a natureza
ANALÂNDIA: turismo radical e muito contato com a natureza

Com a alta do dólar, os turistas estão trocando as viagens internacionais pelos roteiros domésticos. Aqui na região, os donos de hotéis e pousadas comemoram e dizem que não têm mais vagas para acomodar aqueles que deixaram a viagem para a última hora. Maria Raquel, responsável pelo Hotel e Estância Sopro do Vento, em Analândia, explica que independentemente da situação econômica do país, nesta época e no Carnaval, todos os chalés ficam ocupados pelos turistas. “É claro que a disparada da moeda americana ajuda bastante na promoção do turismo doméstico e esperamos que o movimento continue em alta”, explica a comerciante que, apesar do otimismo, tem receio com a crise que promete continuar em 2016.

Tatiane Cristina Silva, recepcionista do Hotel e Pousada Paraíso das Águas, em Itirapina, também observa que lá todas as 57 acomodações estão ocupadas pelos turistas vindos de várias regiões. “Tudo indica que muitas famílias trocaram as viagens no exterior e decidiram ficar por aqui, o que é bom para o setor”, comemora a recepcionista.

OPÇÕES

O que não faltam são opções nas cidades da região. Na Estância Climática de Analândia, os pontos turísticos mais conhecidos são suas cachoeiras e os morros do Cuscuzeiro e do Camelo. Ainda em Analândia os turistas que escolhem a cidade como roteiro turístico não abrem mão de conhecer e admirar a Matriz de Sant’Anna, que fica entre a Praça dos Expedicionários e a Praça (do Coreto) João Toniolo, bem no Centro da cidade.

Outra agradável possibilidade naquele município é o Recanto da Saúde, também conhecido como Caixa d’Água, que é um excelente espaço para a descontração tanto para os moradores, quanto para os turistas da Estância Climática.

O lugar disponibiliza piscina, lago para pesca, área verde, além de um amplo espaço de lazer que pode ser utilizado aos finais de semana, feriados ou em todo o mês de janeiro – época considerada de alta temporada. Ainda em Analândia, a Avenida 8, com apenas quatro quadras em sua extensão que compreende desde a Rua 2 até a Rua 7, desperta a atenção dos visitantes. As vinte e sete belas plantas ornamentais que dividem espaço com trinta luminárias decorativas em um imponente canteiro central que separa a duplicidade das ruas são um charme à parte.

Em Itirapina, o Balneário Santo Antônio, popularmente conhecido como Broa, é um lugar bastante procurado e atrai gente de todas as partes. A Represa do Broa – com águas dos rios Lobo e Itaqueri – começou a ser formada a partir da instalação da Usina Hidrelétrica do Lobo, inaugurada no ano de 1936.

Desde aquela data, as águas do grande lago, além de servir como reservatório, passaram a ser ponto de atração para os visitantes e, também, a contar com inúmeros habitantes à sua margem formando um grande bairro do município de Itirapina. O Distrito de Itaqueri da Serra também é um dos pontos turísticos buscados.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: