Dia das Mães: comércio terá horário especial na sexta-feira e sábado

73

Lourenço Favari

Sindicatos de comércio da região preveem que presentes mais baratos sejam tendência entre os consumidores
Sindicatos de comércio da região preveem que presentes mais baratos sejam tendência entre os consumidores

Para atender aos ‘atrasadinhos’, que costumam deixar para a última hora a compra de presentes para o Dia das Mães, o comércio de rua de Rio Claro terá horário especial. Nesta sexta-feira (8), as lojas do município ficam abertas até 22 horas; já no sábado (9), véspera da data comemorativa, o comércio funciona até 18 horas. No domingo, Dia das Mães, as lojas não abrem. As informações são do Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Rio Claro.

Clóvis Delboni, gerente executivo da Associação Comercial e Industrial de Rio Claro (Acirc), disse ao Grupo JC que foi realizada consulta informal com os comerciantes, na qual se constatou expectativa positiva na ordem de 3%, em relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, ele observa que o percentual ficou abaixo da inflação. “Esse percentual, se você for analisar, é menor que a inflação acumulada nos 12 meses”, pontua Delboni.

IMPACTO

O impacto da economia brasileira refletiu tanto no bolso do cidadão quanto no caixa do comerciante. Os sindicatos de comércio da região preveem que presentes mais baratos sejam a tendência. O valores devem variar entre R$ 50 e R$ 60. Nos anos anteriores o valor médio por presente foi de R$ 120.

A consumidora Suellem Brito, 27, disse à reportagem que já comprou o presente para o Dia das Mães e nesse ano gastou menos com o presente. “Está difícil, tudo subiu. Eu gastei nesse ano, menos do que no ano passado”, disse.

Para Carlos Alberto Marrach – o Beto, proprietário de uma loja de utensílios domésticos no Centro, as pessoas estão escolhendo produtos mais baratos. “Todo mundo vai dar presente para as mães, mas serão presentes mais em conta. Acho que vai ser uma data marcada por lembranças e não por presentes”, frisa. Para o comerciante, se este ano vender o mesmo volume do ano passado já é positivo. “Se empatar já está ótimo. Temos que ser otimistas, mas não podemos deixar de ser realistas”, explica.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: