Suspeita: o cantor rio-clarense Leandro Breda, de 27 anos, faleceu no último domingo (13). Segundo relatos de amigos e pessoas próximas a Leandro, o rapaz teria sido vítima de dengue hemorrágica

Mesmo em tempos de pandemia como o que estamos vivendo em razão do novo coronavírus, outras doenças epidêmicas merecem muita atenção e cuidados para o bem da saúde da população. Uma delas é a dengue, que segue com o número de casos aumentando e atingindo cada vez mais pessoas.

No último levantamento, divulgado pela vigilância epidemiológica na última quarta-feira (8), Rio Claro já havia registrado 371 casos de dengue no ano de 2020.

Destes casos da doença, alguns evoluem para dengue hemorrágica, gerando complicações aos pacientes e, algumas vezes, fazendo vítimas fatais.

Suspeita

A morte do cantor Leandro Breda, de 27 anos, vem sendo tratada por pessoas próximas ao rapaz como em decorrência de uma dengue hemorrágica. Amigos do cantor afirmam que, segundo a família, os médicos que atenderam Leandro teriam dito que ele estava com a doença.

Caso recente

No dia 29 de março, a auxiliar administrativa da ETEC Bayeux, Barbara Negrão Cigagna Mantovani, de 32 anos, faleceu vítima de dengue hemorrágica. A causa da morte de Barbara foi confirmada ao JC pela família dela.

Fundação

Procurada pela reportagem do Jornal Cidade, a Fundação Municipal de Saúde relatou a situação com relação à doença: “Testes
rápidos apontaram que as duas mortes teriam sido causadas por dengue hemorrágica. No entanto, os resultados finais só serão conhecidos após novos exames, que estão sendo feitos pelo Instituto Adolfo Lutz”.

Internado

De acordo com informações apuradas pelo JC, há em Rio Claro pelo menos mais um paciente com quadro de dengue hemorrágica. A informação foi confirmada por familiares do paciente, que se trata de um homem de 38 anos que está internado em tratamento da doença.

Prevenção

A Prefeitura de Rio Claro vem atuando em diversas ações com o objetivo de prevenir a dengue e diminuir os índices da doença no município.

Além dos mutirões de combate à dengue realizados em vários bairros, a nebulização em residências tem sido uma das estratégias adotadas em Rio Claro para o combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. Na segunda-feira (13) o trabalho foi iniciado na Vila Paulista, Jardim Progresso e Vila Martins.

Suspeita: o cantor rio-clarense Leandro Breda, de 27 anos, faleceu no último domingo (13). Segundo relatos de amigos e pessoas próximas a Leandro, o rapaz teria sido vítima de dengue hemorrágica.

Cuidados

Confira abaixo um material divulgado pelo Ministério da Saúde com orientações e dicas para que a população se previna e evite a dengue.


Tags: ,

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia: