Data celebra indígenas brasileiros

137

Adriel Arvolea

Tribos indígenas isoladas são realidade no Brasil, como essa, que foi fotografada em 2014 no Acre (Foto: Funai)
Tribos indígenas isoladas são realidade no Brasil, como essa, que foi fotografada em 2014 no Acre (Foto: Funai)

Filha de pai caboclo e mãe descendente de italianos, dona Francisca Ferreira da Silva, natural de Canindé (CE), já respondeu a seguinte pergunta por algumas vezes: ‘A senhora é índia’?. De cabelos pretos, pele morena e olhos puxados, confunde num primeiro momento, mas não tem nenhum parentesco consanguíneo com indígenas. O seu marido, sim. Já falecido, seu Pedro tinha bisavó índia, chamada de Raimunda. Segundo consta, ela foi achada no mato. “Sempre ouvi que a avó da minha sogra era índia. Diziam que cachorros a encontraram no mato e a tiraram de lá”, relembra dona Francisca. Outra lembrança que tem diz respeito aos comentários da sua sogra sobre Raimunda. “No início, quando retirada da mata, ela só vivia pelada e escondida pelos cantos. Eram todos muito tímidos, porém trabalhadores. Raimunda era uma santa, só falava de Deus”, comenta.

O próprio marido de Francisca, também, tinha traços indígenas: moreno de cabelo liso. Entre descendências e gerações, três de seus filhos foram apelidados de ‘Índio’, sendo o Edvaldo, Itamar e Manoel, tamanha semelhança. O último censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – o Censo 2010 – registrou 817.963 indígenas no Brasil, a maioria na Região Norte (305.873 indígenas), seguida da Região Nordeste (208.691), Centro-Oeste (130.494), Sudeste (97.960) e Sul (74.945). O Censo, também, mostrou que a maioria das pessoas indígenas tem domicílio na área rural (502.783).

Das lembranças de dona Francisca, mantém-se viva a tradição popular de celebrar em 19 de abril o Dia do Índio. Em 1940, o 1º Congresso Indigenista Interamericano, reunido em Patzcuaro, no México, aprovou uma recomendação para que os Países da América estabelecessem 19 de abril como o dia do Índio. O objetivo era que a data fosse dedicada ao estudo das realidades e problemas enfrentados pelo povo indígena nas escolas e instituições de ensino. No Brasil, o presidente Getúlio Vargas assinou o Decreto-Lei nº 5.540 em 2 de junho de 1943, adotando a recomendação do congresso. No ano seguinte, em 1944, o Brasil celebrou a data com solenidades. Desde então, existe a comemoração do “Dia do Índio”. (IBGE)

Qual sua opinião? Deixe um comentário: