Criança perdida recebe a ajuda de coletores de lixo para encontrar os pais

3298

A ação de uma equipe que realiza a coleta de lixo em Rio Claro na terça-feira (21) foi fundamental para um menino de apenas 10 anos de idade em Rio Claro. A criança estava perdida pelo bairro Jardim São Paulo e recebeu ajuda para voltar em segurança para casa.

“Estávamos recolhendo o lixo no Jardim São Paulo e eu, que sou o motorista do caminhão, fui o primeiro a ver o garoto. Quando eu ‘bati o olho’, senti algo diferente. Ele estava sozinho e no rosto aparentava uma expressão bem assustada, mas como pela região sempre ficam crianças brincando pela rua, achei que pudesse ser coisa da minha cabeça e seguimos realizando a coleta. Uma meia hora depois, ainda pelo bairro, eu e meus companheiros voltamos a avistar o menino, desta vez correndo desorientado. Paramos e fomos atrás dele com medo de que ele fosse atropelado. Foi quando descobrimos o que tinha acontecido com ele”, afirma Leandro Celio de Oliveira, 39 anos, motorista do caminhão da coleta de lixo domiciliar.

O menino contou à equipe que tinha se perdido dos pais e que queria voltar para casa. Disse que se chamava Guilherme Vinicius Estrela do Nascimento e deu também o nome dos pais: “Era a única coisa que ele sabia”, relembra Leandro, que também é pai e ficou sensibilizado com a história, assim como os companheiros que também estavam realizando a coleta.

Por segurança, decidiram colocar o garoto no caminhão e acionaram a Guarda Civil Municipal, que ficou com o menino sob os cuidados e conseguiu localizar a mãe de Guilherme.

A dona de casa, quando reencontrou o filho caçula, não conteve a emoção: “Quando a viatura da Guarda chegou trazendo meu filho, só lembro que eu o abracei muito e chorei. Já tinha mais de duas horas que estávamos mobilizados procurando por ele e não achávamos. O Guilherme nunca foi de sair, fugir, mas daí viemos a saber que ele fez isso porque estava com medo de ir pra escola nova quando começar as aulas. Agradeci muito aos guardas, mas faltava agradecer aos coletores de lixo”, disse a mãe Themis Suenny Estrela do Nascimento, de 48 anos.

Diante do desejo da mãe, o Jornal Cidade conseguiu na tarde de ontem (22) promover esse encontro, que aconteceu na sede da empresa coletora de lixo. Ao ver a equipe, a mãe do menino enalteceu a atitude que tiveram: “Vocês foram verdadeiros anjos da guarda na vida do meu filho. Muito obrigada por resgatarem ele da rua. O mundo precisa de pessoas assim: com bom coração e com visão para o próximo”, disse Themis.

A equipe também ficou muito feliz com o reencontro e principalmente em saber que a criança estava bem e na companhia dos pais.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: