A demanda por exames de pacientes que estão com suspeita de infecção pelo novo coronavírus tem aumentado a cada dia em Rio Claro. No entanto, os resultados não estão sendo apresentados na mesma proporção.

Desde o registro do primeiro caso suspeito na cidade, no dia 3 de março, já são 53 notificações da suspeita da doença. Desse total, até ontem (30), apenas 11 resultados retornaram às autoridades municipais, sendo 10 descartados e um caso positivo. Os outros 42 em investigação ainda não têm prazo oficial para conclusão da confirmação ou não da Covid.

O prefeito João Teixeira Junior (DEM), no entanto, afirma que a expectativa é para que a maioria dos resultados chegue à Fundação Municipal de Saúde ainda nesta semana. Ontem (30), Juninho foi pessoalmente ao Instituto Adolfo Lutz – laboratório credenciado pelo Governo Estadual para a realização dos exames – para cobrar rapidez na divulgação dos testes de coronavírus.

“Nos foi informado que o Instituto está abrindo um novo setor para atender à demanda. Com isso o trabalho vai avançar, o intuito é que nesta semana chegue o resultado da maioria dos exames. O resultado traz alívio ou o que deverá ser feito para cada paciente. Ninguém esperava esse fluxo”, disse. Segundo Juninho, foi solicitada prioridade aos três pacientes que estão internados na UTI (unidade de tratamento intensivo) e com suspeitas de coronavírus.