Rio Claro tem 1.960 casos positivos de Covid-19 desde o início da pandemia, segundo informa a Secretaria Municipal de Saúde. Dos pacientes infectados pelo novo coronavírus, 59 não resistiram e vieram a óbito.

Considerando a proporção entre o número de mortes pela doença e o número total de doentes no período pandêmico, a taxa de letalidade chega a 3,01% no município, o maior índice da região.

Piracicaba lidera em número de casos e óbitos. São 5.408 e 150, respectivamente. No entanto, a taxa é de 2,7%. Já Limeira confirma 3.804 infectados e 110 vítimas fatais da doença, cuja letalidade atinge 2,89%. Esses dados foram divulgados pelas prefeituras.

Pessoas acima de 60 anos se enquadram no grupo de risco da Covid-19, mesmo que não tenham nenhum problema de saúde associado. Além disso, pessoas de qualquer idade que tenham comorbidades, entre outras, também precisam redobrar os cuidados nas medidas de prevenção ao novo coronavírus.

No município, os idosos estão entre os mais vulneráveis à doença. “Temos que cuidar dos nossos idosos e redobrar cuidados para evitar a contaminação e transmissão da doença para familiares”, destaca o prefeito Juninho.

Dos casos positivos da doença até o momento, há 256 pessoas infectadas no grupo de 61 a 80 anos e outras 38 acima de 81 anos de idade.

Análises anteriores

A prefeitura afirma que a maioria dos óbitos atinge os idosos, que são 35% da população local. Além disso, a postura da população também contribui para essas ocorrências.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.