Atuando desde dezembro de 2019 em Rio Claro em contrato emergencial, a empresa Zbx – Manutenção Viária e Limpeza Pública, investiu em novos equipamentos de segurança para os profissionais que realizam a coleta de lixo do município.

Além de óculos e luvas, foram adquiridas 80 máscaras, algumas já de reserva: “Trouxemos as máscaras de São Paulo e elas são um pouquinho diferentes das habituais, que são descartáveis. São fáceis de manusear e também de fazer a limpeza. Possuem um filtro de carvão ativado que proporcionam proteção adequada contra os vapores e odores do ambiente”, disse Tiago Freitas que é líder operacional da empresa que atualmente conta com 36 coletores que se revezam na recolha do lixo em dois turnos. Os trabalhos são realizados em todos os bairros de Rio Claro, nos distritos de Ferraz, Assistência e Ajapi e também no Parque Flórida que fica na divisa com Santa Gertrudes.

“Eu me sinto mais seguro para realizar o trabalho a partir de agora. Estamos nas ruas mas temos a nossa casa, a nossa família. Sabemos dos riscos do coronavírus e com esses equipamentos acredito que minha saúde vai estar mais protegida”, afirmou o coletor Pierre Dessereste, 38 anos.

Orientações

Por dia são recolhidas em Rio Claro 200 toneladas de lixo. Porém, nos últimos dias em razão da determinação da quarentena e o fato de muitas pessoas estarem passando um maior período ou o dia todo em casa, houve um crescimento para 220 toneladas. As novas estatísticas levaram a um pedido: “Nossas equipes estão nas ruas e pedimos o carinho da população para que, assim como nós, também se preocupem com eles. O lixo deve ser colocado apenas no dia correto em frente da residência. Na hora do descarte, atenção com agulhas, seringas, vidros e espetos, evitando assim que um de nossos colaboradores possa a sofrer algum tipo de acidente”, solicitou Tiago Freitas.