Coruja aparece em cozinha no Jardim Conduta

1024

Na madrugada dessa quinta-feira (17), o casal Thalisson Mendes e Vanessa Justen recebeu uma inesperada visita em sua residência, no Jardim Conduta. Uma coruja acabou aparecendo dentro da residência do casal.

“Era da tarde da noite e nos deparamos com uma coruja acuada e aparentemente machucada na cozinha de casa. Ela estava muito assustada e agressiva, tentando voar e se batendo nas paredes. De imediato, acionei a Polícia Ambiental e Corpo de Bombeiros, mas ambos alegaram que não realizavam esse tipo de resgate”, relatou Thalisson.

Após as tentativas de resgate por meio do Corpo de Bombeiros e da Polícia Ambiental, Thalisson contatou um casal de amigos que são ecólogos da UNESP, que o orientaram a manter a casa fechada e as luzes apagadas até que um profissional especializado fosse até lá.

“Foi aí que surgiu o Gustavo Pinto, guia turístico com foco em observação de aves e idealizador do Projeto Mocho-dos-Banhados de Americana-SP, que luta pela preservação de corujas em nossa região, que imediatamente veio até Rio Claro para salvar o animal”, conta Thalisson.

O Resgate

O animal foi resgatado por Gustavo Pinto, com o auxílio a distância do veterinário Rodrigo, do Pró Coruja, em Itatiba.

Thalisson destaca que a participação dos profissionais foi essencial: “Qualquer leigo que tentasse pegá-la certamente a teria matado por estresse (ataque cardíaco) ou por apertar os vasos sanguíneos que elas possuem próximo à cabeça”.

Ferimentos

A coruja que apareceu na casa de Thalisson e Vanessa apresentava ferimentos nas asas.

Os ferimentos foram causados por uma linha de pipa com cerol que, segundo o casal, estava enrolada no pescoço e nas asas da ave.

Devolução

Na manhã dessa quinta (17), após o resgate e pré-medicação aplicada no animal, a coruja foi solta na Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade.

Polícia Ambiental

Em entrevista à Rádio Jovem Pan News Rio Claro, o 3° Sargento Laércio, da Polícia Ambiental, orientou a população a como proceder em casos como este.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: