Vagas abertas para ensinos Médio, Técnico e Superior

A Prefeitura de Rio Claro está fazendo mais uma convocação de candidatos aprovados em concurso público. O anúncio foi feito na última sexta-feira (14) pelo prefeito João Teixeira Junior. Estão sendo convocados um agente de fiscalização, um educador social e dois psicólogos. “São mais quatro profissionais que serão incorporados ao quadro de servidores para que possamos melhor atender às demandas da população”, comenta Juninho.

O edital com as regras e instruções para posse dos cargos será publicado na quarta-feira (19). “Vamos publicar o edital na quarta-feira no Diário Oficial com os procedimentos a serem adotados pelos candidatos convocados”, informa o secretário municipal de Administração, Jean Scudeller.

A prefeitura iniciou as convocações no mês passado e mais de 100 candidatos já foram convocados para diversos setores da prefeitura. Na saúde, os primeiros dos 94 convocados para integrar o quadro de servidores da Secretaria Municipal de Saúde de Rio Claro começaram a se apresentar. Eles passaram por entrevista e outras providências administrativas estão sendo tomadas para que em breve assumam os cargos no serviço público municipal.

Na semana passada, parte dos 54 selecionados no concurso público realizado pelo município para cargos técnicos, administrativos e da área de transportes esteve na sede da Fundação Municipal de Saúde. Os demais aprovados dessas áreas também foram convocados para comparecer. Além deles, mais 33 médicos foram selecionados para reforçar o atendimento na rede pública, e outros sete já estão trabalhando na rede pública de saúde.

Mais concurso

“Faremos novas convocações e quem prestou concurso público deve ficar atento”, frisa Juninho, ressaltando que o município está preparando concurso com 50 vagas para a Guarda Civil Municipal (GCM), cujo edital será publicado em breve. Esse novo concurso será para a ampliação do efetivo da corporação, com isso o município terá equipe para atender ocorrências relativas aos maus-tratos de animais e aplicar as punições quando necessárias. A medida estará prevista no edital do concurso. A ideia é ter uma viatura caracterizada para esse tipo de atendimento, como é feito com as patrulhas Maria da Penha e do Idoso.