Concessionária orienta sobre cuidados com animais na pista

71

Laura Tesseti

Animais estavam na Rod. Washington Luís e foram ‘tocados’ para o acostamento por um motociclista que passava pelo local
Animais estavam na Rod. Washington Luís e foram ‘tocados’ para o acostamento por um motociclista que passava pelo local

Manter a devida atenção no trânsito é fundamental para evitar acidentes, assim como respeitar as leis e principalmente o limite de velocidade permitido. Nas rodovias, a atenção precisa ser ainda maior, pois a velocidade aumenta e veículos de diversas dimensões utilizam o caminho. No entanto, algumas vezes os motoristas deparam-se com situações em que a calma precisa prevalecer, como por exemplo o aparecimento de animais na pista.

A reportagem do JC flagrou duas vacas ao longo da rodovia Washington Luís e foi em busca de informações sobre como proceder diante de uma situação como essa. De acordo com a Centrovias, concessionária responsável pela rodovia, ao se deparar com um animal na pista, o motorista não deve buzinar, nem fazer manobras bruscas para desviar dele.

A nota enviada por meio da assessoria de imprensa da concessionária também fala que não se deve tentar capturar ou afugentar o animal e que a atitude correta é parar o veículo em um local seguro e entrar em contato com a Centrovias, através do telefone 0800-178998, que irá acionar uma equipe especializada para solucionar o problema.

A empresa explica que dispõe de procedimentos para prevenir esses casos, como inspeção rotineira das cercas de limite da rodovia com as propriedades rurais, monitoramento permanente da rodovia por câmeras e equipes de tráfego, veículos e equipes treinadas para a apreensão de animais, cadastro atualizado das propriedades rurais ao longo da rodovia contendo principal atividade desenvolvida. Para os que possuem criação de animais, a concessionária tem o cadastro da marca do proprietário para auxiliar na identificação e registro de boletim de ocorrência quando algum animal de criação é apreendido.

Aos proprietários rurais, a concessionária orienta que as cercas sejam mantidas e adequadas à atividade exercida e que a correta manutenção seja feita. Em nota, a Centrovias afirma que, em caso de acidente, o proprietário pode ser responsabilizado por negligência na guarda do animal.

Sobre animais de pequeno porte, a orientação é que devem manter a guarda responsável dos mesmos para evitar a fuga para a rodovia, zelando tanto pela vida do animal, quanto pela dos motoristas que utilizam as estradas diariamente.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: