A quarentena que ocorre em todo Estado de São Paulo como forma de combate ao coronavírus fez com que os comerciantes de Rio Claro criassem novas estratégias de vendas e relacionamentos com os seus clientes.

Na Racil Pet Shop, loja de rações, medicamentos e acessórios veterinários, que está no mercado há 18 anos, mesmo o comércio estando entre os considerados essenciais e que estão funcionando, a venda de balcão caiu e a saída foram as vendas por telefone e online.

“Desde que começou a quarentena, passamos a nos estruturar para atender nossos clientes. Tivemos uma queda de 30% na venda por balcão, mas por outro lado nossas entregas cresceram cerca de 300%. Além das vendas por telefone, passamos a atender pelo WhatsAap e não cobramos a entrega. Estamos conseguindo manter as vendas mesmo com a queda considerável, já que as pessoas estão comprando realmente o necessário”, explicou o proprietário Daniel Henrique dos Santos.

Na Merilin Cases, loja de acessórios, eletrônicos, celulares e tablets e assistência técnica, foi necessária uma adequação da equipe de 15 funcionários, já que a queda pela procura no balcão foi de 70%.

“Quando foi decretado o fechamento, colocamos alguns funcionários de férias, outros em home-office cuidando de nossas redes sociais para divulgar nosso serviço de delivery via telefone e WhatsApp. Logo no primeiro dia tivemos muitos pedidos, já que nossos clientes são fiéis e eu e minha esposa fizemos as entregas. Com o aumento de mais 100% na demanda, terceirizamos o serviço e hoje já contratamos um motoboy, que será mantido quando tudo isso passar. Estamos sobrevivendo nessa pandemia graças ao delivery”, afirmou o proprietário Diógenes Dietrich.

Mais em Dia a Dia:

Idoso morre vítima de Covid em Rio Claro