Na imagem de divulgação, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, destino dos novos deputados por SP

Antonio Archangelo

Na imagem de divulgação, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, destino dos novos deputados por SP
Na imagem de divulgação, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, destino dos novos deputados por SP

Os candidatos locais tentam evitar vexame no processo de registro de candidatura. Após pedido de impugnação apresentado pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE-SP), alguns dos postulantes enviaram contestação ao Tribunal Regional Eleitoral.

De acordo com dados do Sistema de Divulgação de Candidatura do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o candidato a deputado estadual pelo Solidariedade, Joel da Conceição, foi o primeiro a apresentar a argumentação, no dia 26 de julho. No dia 27, foi a vez do candidato a deputado federal Fernandes Tuzinho (PRB) apresentar sua contestação. No último dia 30, apresentaram contestações à impugnação a candidata a deputada estadual Maria do Carmo (PMDB) e o candidato a federal Ben Hur (PSOL).

Já no dia 20 de julho, a Procuradoria pediu a impugnação do registro de mais um candidato a federal. Desta vez, a PRE propôs a ação contra a candidatura de Luiz Balbo (PTB).

Já a candidata a deputada estadual Solange Brunherotto (PSC), através de advogada, pediu a inclusão de certidão criminal de 2º grau no último dia 21.

O candidato a deputado estadual Marcos Hofling (PHS) teve seu nome incluído no edital para apresentação da contestação, como pede a lei. Já o candidato à reeleição Aldo Demarchi, que não sofreu pedido de impugnação, teve o prazo para cumprimento de diligência expirado no último dia 30. A novidade fica por conta do aparecimento, pela primeira vez, no sistema do TSE do andamento da candidatura a deputado estadual de Reinaldo Hunger Filho, do PEN de Rio Claro.