Coletores continuam se machucando

84

Sidney Navas

Coletores se ferem com cacos de vidro no lixo doméstico
Coletores se ferem com cacos de vidro no lixo doméstico

Acidentes envolvendo os coletores de lixo em Rio Claro ainda são uma constante e preocupam. Eder Rodrigo Varussa, educador ambiental da empresa Ambientelix, explica que do começo do ano até agora já foram computados 44 acidentes contra 22 registrados no ano passado.

“O maior problema é o descarte irregular e sem cuidados de objetos pontiagudos e cacos de vidro. Os coletores mesmo usando os equipamentos necessários para a sua segurança acabam se ferindo”, completa.

Os munícipes até podem jogar fora esses objetos junto com o lixo doméstico desde que antes sejam observados alguns cuidados. Os cacos de vidro precisam ser envoltos em várias folhas de jornal e depois pegue um martelo e certifique que nenhum caco pontiagudo oferece risco.

A mesma regra vale para espetos e demais materiais que ofereçam riscos. “É preciso à consciência de toda a população para acabar com os acidentes”, finaliza Rodrigo Varussa.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: