Você sabia que, ao passar de mão em mão, as notas de dinheiro acabam sendo contaminadas por microrganismos que podem ser prejudiciais à saúde? De acordo com o infectologista Ralcyon Teixeira, as cédulas de papel têm inúmeras bactérias.

“Elas podem causar diarreia e infecções na pele. As moedas, por outro lado, conseguem carregar doenças virais que geram também diarreia, chegando até gripes e resfriados”, explica.

Quem está o tempo todo em contato com dinheiro fica ainda mais exposto às contaminações. O risco de quem trabalha com o dinheiro é maior, mas todos que manipulam as notas devem ficar atentos. Um hábito simples de higienizar as mãos pode evitar problemas mais sérios, usando produtos como álcool em gel.

Atenção

Os vírus e bactérias estão por toda a parte e é fundamental ter a consciência de que precisamos nos proteger com frequência.

Higienização é fundamental

Muita gente se esquece de que o hábito simples de higienizar as mãos pode evitar problemas mais sérios, explica o infectologista Alexandre Portelinha.

“É um ato simples, seguro e econômico, que pode combater a disseminação de bactérias, vírus e fungos no ambiente hospitalar”, diz o profissional.

Tânia Yuba trabalha na rua e é bastante preocupada com essas contaminações. “Antes de cada refeição eu tento higienizar as mãos, porque imagino que tenham muitas bactérias pela alta circulação do dinheiro entre as pessoas”, finaliza