O pai Alexandre e seu filho Levi, que precisa de ajuda

Em fevereiro de 2019, Levi Silva Vitti, de apenas 29 dias de vida, sofreu uma parada cardiorrespiratória que acarretou várias sequelas neurológicas, ortopédicas e, no decorrer da internação na UTI, foi também diagnosticado com síndrome de Wolf Parkinson White, que é uma síndrome cardíaca. Levi perdeu os movimentos da boca, sendo então necessário uso de sonda para alimentação. O pequeno Levi precisa de ajuda, já que seu único alimento tem um alto custo e não é encontrado com facilidade.

“Hoje com 1 ano e 2 meses ele faz uso de uma fórmula para alimentação chamada Infrantini, que não é encontrada e que é de alto custo (R$ 123,00 a lata de 400g), e não é encontrada nas farmácias de Rio Claro, então tivemos que dar entrada na farmácia do Governo do estado em Piracicaba que nos deu 40 dias úteis para dar uma resposta se vamos conseguir a fórmula”, explica o pai, Alexandre Vitti Barbosa.

A preocupação pelo prazo dado pelo governo dar uma resposta é grande, já que seu filho depende deste leite para se alimentar.

“Por ser algo que substitui o alimento, essa fórmula deveria se cedida a quem necessita de forma emergencial. O meu filho só faz uso deste leite e não pode esperar, então o meu apelo é que as autoridades repensem e comecem a facilitar a maneira de fornecer esse produto. Eu peço essa ajuda e faço esse alerta, já recebemos algumas doações da sociedade, mas fica a dúvida de até quando eu terei esse alimento para o meu filho, porque não sei quando virá a resposta de Piracicaba. A única ajuda que tive foi da sociedade, ninguém mais se importou”.

O pai salienta que, além do leite, o pequeno Levi tem mais necessidades.

“Qualquer ajuda é bem-vinda, precisamos, além do leite, de equipamentos, frascos, seringas que não são fornecidos pelo município e nem pelo governo estadual”.

As doações podem ser feitas na conta bancária ou diretamente à família.

Conta

Contribua através do Banco Santander / Agência: 3426/ Conta Corrente: 01084239-2/ Edilaine Silva. Mais detalhes no (19) 99805-9355.