Câmara votará projeto de lei sobre serviço do Samu

351

A Câmara Municipal vota na próxima segunda-feira (2) um projeto de lei que versa sobre o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Rio Claro.

A proposta do vereador Hernani Leonhardt (MDB), em parceria com a vereadora Maria do Carmo Guilherme (MDB), é permitir que o Samu conduza a pessoa atendida para estabelecimentos de saúde privados mediante solicitação e indicação do próprio atendido, quando em condições de manifestar o seu interesse, ou do acompanhante responsável.

“Nosso intuito é desafogar um pouco os atendimentos de urgência e emergência que chegam a todo momento nas UPAS da cidade, direcionando esses atendimentos para os hospitais particulares onde os pacientes pagam seus planos”, justifica Leonhardt. A Procuradoria Jurídica do Poder Legislativo emitiu parecer favorável à propositura, alegando que a mesma encontra-se fundamentada na proteção e defesa da saúde do cidadão e no Poder de Polícia para disciplinar as atividades desenvolvidas em seu território.

Atendimento

A reportagem do JC contatou o diretor do Samu Rio Claro, Ronnie Meyer, sobre ocorrência dessa natureza e se esse tipo de ação já ocorre junto ao departamento. “O Samu já faz atendimento para privados, a não ser que esteja muito próximo de alguma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que será a prioridade se for caso muito grave. Se não corre risco de morte, levamos para hospitais privados. Dependerá da necessidade”, informa. O projeto de lei será discutido em primeira discussão na Casa de Leis e precisa de duas aprovações para depois o Poder Executivo sancionar como lei e passar a vigorar.

Samu

O município de Rio Claro conta com duas bases do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A primeira fica na Avenida Brasil, na Vila Martins, região norte da cidade.

A segunda base, descentralizada na região sul, foi inaugurada no último mês de junho pela Prefeitura Municipal para prestar atendimento para aquela área.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: