Câmara Municipal presta homenagem a Fidel Castro

102

Da Redação

Vereadores de Rio Claro prestam homenagem ao ex-presidente Fidel Castro
Vereadores de Rio Claro prestam homenagem ao ex-presidente Fidel Castro

A Câmara Municipal, mesmo com bate-boca entre Julinho Lopes (PP) e Dalberto Christofoletti (PDT), prestou homenagens póstumas ao ditador cubano Fidel Castro, que morreu no último sábado, aos 90 anos de idade. Lá, o país vive 9 dias de luto oficial. Aqui, o Legislativo prestou um minuto de silêncio.

O primeiro a se lembrar do comunista foi o petista, não reeleito, Agnelo Matos (PT), que citou a liderança do ditador, emendando elogios ao prefeito Du Altimari (PMDB).

Logo depois, Dalberto criticou a postura irônica de Julinho Lopes ao ouvir o discurso do petista. De acordo com Dalberto, o PP “não sabe o que é líder”, pois sempre está “lustrando a bota de quem está” no Poder.

O progressista rebateu a afirmação, quando ocupou a tribuna pela liderança partidária, enaltecendo o fato de morar no Brasil e pontuando seu ponto de vista em relação ao ex-comandante cubano.

Cabe lembrar que, durante o minuto de silêncio, parte dos presentes se recusou a prestar a homenagem permanecendo sentada. Não é a primeira vez que a bancada mais ligada à esquerda provoca polêmica durante a sessão ao defender seu ponto de vista, que alega ser “progressista”.

3 COMENTÁRIOS

  1. É inacreditável a atitude desses políticos que vivem em um país democrático e livre, que ao invés de fazerem alguma coisa de bom para a cidade, perdem tempo ao homenagear esse ditador criminoso. Não dá para entender a mentalidade dessa gente e nos faz crer que de democracia eles não entendem nada. Ou a esquerda se moderniza para um capitalismo equilibrado sem radicalismo ou através do voto a esquerda será aniquilada.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: