Buracos pela cidade provocam queixas de leitores

89

Carine Corrêa

Os reparos na pavimentação asfáltica da cidade são de competência do poder público local. Em diferentes bairros do município, alguns leitores do JC registraram a deformidade no asfalto e encaminharam as imagens via WhatsApp da redação – (19) 99942-4100.

“O buraco está aberto desde dezembro do ano passado”, diz Diogo Cardoso, que encaminhou as fotos da deformação no asfalto no trecho da Avenida M-37, com a Rua 14, no Parque São Jorge.

Deformação na Avenida M-37, na região do Cervezão
Deformação na Avenida M-37, na região do Cervezão

Na Avenida 42, entre Ruas 6 e 7, Maria Luiza Tavares relata que o buraco está sempre com água. “Trabalho ao lado desse buraco e já completou dois anos que está aberto”, detalhou.

Desnível contendo água na Avenida 42, entre Ruas 6 e 7
Desnível contendo água na Avenida 42, entre Ruas 6 e 7

No Parque Universitário, Valmir Rodrigues afirma que o asfalto está afundando na Rua 16 com Avenida 50. O problema se estende há pelo menos um mês.

Asfalto afundado no trecho da Rua 16, com Avenida 50
Asfalto afundado no trecho da Rua 16, com Avenida 50

O leitor Jair de Lima denuncia um buraco na Avenida 29, com Ruas 8 e 10, que vem ocasionando transtornos para a comunidade daquela região. No Jardim Novo I, os moradores chegaram a plantar bananeira em um buraco que se formou na Avenida 14, com a Rua 1.

O vereador Juninho da Padaria revela que na Rua 14, com Avenida 13, no bairro Consolação, um carro caiu na deformação do asfalto e resultou em estragos do pneu de um veículo.

Sobre essas reclamações, a Prefeitura informou que os serviços de tapa buraco são realizados por quatro equipes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços e, quando os buracos são relacionados ao Daae, por equipe da autarquia. “A Secretaria de Obras elabora a relação de atendimento priorizando os casos mais graves”, disse.

1 COMENTÁRIO

  1. Acredito que o que falta em nossa cidade como em todo o Brasil é uma fiscalização mais rigorosa pois simplesmente não se tem responsabilidade de nada. Uma obra asfáltica não derrete de um dia pra outro se for feito com qualidade, além do mais a investigação se faz necessária para apontar os prováveis culpados, pois alguém sempre leva vantagem. O desrespeito com a qualidade dos serviços públicos virou uma rotina nesse país e isto precisa acabar e nada mais começar pela parte mais próxima que é nossa cidade.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: