Boxe de Rio Claro vence todas na seletiva

148

Matheus Pezzotti

Mantendo o status de potência nacional do boxe nas categorias de base, a equipe MM Boxe, de Rio Claro, venceu cinco combates realizados no último sábado (16), em São Paulo. Cinco rio-clarenses subiram ao ringue e todos tiveram seus braços erguidos pelos juízes em rodada válida como seletiva do time paulista que disputará o Campeonato Brasileiro, em junho.

A competição nacional acontecerá em Balneário Camboriú e, com as vitórias, os atletas rio-clarenses garantiram vaga no nacional em suas respectivas categorias.

Ícaro Martins, da categoria 63 quilos, venceu um adversário da equipe Orion, da capital paulista. Mais técnico e mais agressivo, Martins não deu chances ao oponente e venceu por pontos.

Seu irmão, Victor ‘Japonês’ Martins, teve a missão de enfrentar um boxeador do Centro Olímpico, academia que sediou o evento. Mesmo com a torcida adversária, Japonês sobrou no ringue e esteve perto de nocautear seu oponente em duas oportunidades, mas a decisão foi por pontos. Com a vitória, o rio-clarense garantiu a vaga no time paulista na categoria 66 quilos.

Rafael Bombonatti, da categoria 70 quilos, também foi muito superior ao seu adversário de Guarulhos, vencendo por pontos. Seus golpes poderosos fizeram o juiz abrir três contagens protetoras, que é quando um boxeador recebe golpes muito fortes.

Kauê Belini, Rafael Bombonatti, Ícaro Martins, Victor Martins e Marcelo Bagatti venceram e garantiram vaga no Brasileiro
Kauê Belini, Rafael Bombonatti, Ícaro Martins, Victor Martins e Marcelo Bagatti venceram e garantiram vaga no Brasileiro

Marcelo Bagatti, da categoria 60 quilos, também venceu um boxeador de Guarulhos, mostrando muita técnica.

A luta mais disputada foi a de Kauê ‘Baby Bull’ Belini, que venceu um boxeador da equipe Tony, de São Paulo. Enfrentando um adversário muito habilidoso, Baby Bull venceu a luta devido a sua maior iniciativa.

Os boxeadores vitoriosos garantiram sua vaga no time que representará São Paulo no brasileiro no próximo mês. Apenas Marcelo Bagatti, que pertence à mesma categoria de Kauê Belini, deve representar outro estado na competição, já que cada estado deve inscrever apenas um lutador.

Para completar o time, Kaio ‘Notorius’ Barreto está garantido no nacional pela categoria acima dos 80 quilos, mesmo sem lutar, já que o pugilista não disputou a seletiva por não haver adversários do seu peso.

Jucielen Cerqueira, única representante mulher rio-clarense na competição, deve disputar o Brasileiro por outro estado, já que a vaga paulista foi cedida a Clélia Marques, atleta da seleção brasileira e campeã Pan-Americana, que portanto tem lugar cativo no selecionado bandeirante.

“Estamos muito felizes com os resultados, principalmente pelo fato de todos os meninos serem oriundos do nosso projeto social. Desta equipe temos atletas do Mãe Preta, Jardim das Flores, Jardim Brasília e Terra Nova, bairros periféricos de Rio Claro. Isso demonstra que a inclusão social que tanto almejamos está acontecendo”, diz Breno Macedo, um dos técnicos da MM Boxe, que será um dos treinadores da equipe paulista no nacional.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: