A fotografia é uma forma de arte que é usada para contar histórias e realidades de diferentes temas e aspectos da sociedade. Através desta arte e da parceria entre rio-clarenses e uma fotógrafa argentina, a história da academia MM Boxe, importante polo esportivo e cultural de Rio Claro, pode ser mostrada através de um olhar diferenciado.

Recentemente, em sua página no Facebook, a MM Boxe divulgou diversas fotos feitas pela argentina Soledad Manrique Goldsack, que retratam o dia a dia da academia, tanto no âmbito esportivo, quanto com relação às questões sociais e culturais. Entretanto, muito antes da relação com o esporte e com a academia rio-clarense, a argentina já demonstrava uma enorme paixão pela fotografia.

“A ideia de ser fotógrafa surgiu quando eu estudava artes, em Mendoza. Eu não cheguei a terminar o curso e me dedicava mais ao desenho e à pintura, até que descobri a câmera fotográfica e vi nela uma ferramenta muito poderosa de transformação e registro social. Para mim, as fotos são documentos de vida, são lembranças e beleza ao mesmo tempo, nossa história é escrita em grande parte graças a eles”, comenta Soledad.

A argentina passou por diversos estilos fotográficos e registrou desde casamentos e shows até retratos pessoais e imagens do cotidiano, mas em um determinado momento resolveu unir suas duas paixões, a fotografia e o boxe, esporte que a cativou desde que o conheceu. A aproximação de Soledad com estas duas artes também foi, para ela, um momento de se conhecer novamente e de superar um momento difícil: “Quando assisti a uma luta feminina em Mendoza, minha cidade natal, fiquei fascinada pela energia e paixão que as pessoas sentem neste esporte. Comecei a treinar ao mesmo tempo em que comecei a tirar as fotografias. Estava entrando naquele universo depois de terminar um relacionamento com um homem violento comigo, tentando me descobrir com poderes e transformando tristeza, angústia e violência em algo diferente e novo para mim”.

A partir desta união de paixões e da jornada de autoconhecimento, Soledad se aproximou cada vez mais do boxe e, com isso, fez diversos amigos dentro do esporte. Uma destas amizades construídas através da modalidade foi com o rio-clarense Breno Macedo, um dos responsáveis pela MM Boxe.

“Conheci o Breno quando ele visitou o clube onde pratico boxe e onde toco todos os meus projetos, um clube antifascista, onde conseguimos desenvolver todas as nossas atividades políticas, sociais, esportivas e culturais. Nós nos tornamos amigos rapidamente, Breno é uma pessoa que sabe como conectar outras pessoas, dois anos depois eu consegui viajar de férias para conhecer o espaço em Rio Claro e toda a equipe lá, hoje somos amigos e irmãos latino-americanos e sul-americanos. Temos ideias e trabalhos semelhantes, por isso a facilidade de conexão com o Breno ajuda muito”, afirma a argentina.

Além do MM Boxe, projeto que Soledad conheceu e se admirou, a argentina participa de outros grupos que usam o esporte como forma de transformação social. Alto Techo, Boxeo Sin Cadenas, Boxeo Popular, La Cultura del Barrio, todos na Argentina, e Boxe Autônomo, em São Paulo, são os projetos que tem a participação e os registros da fotógrafa: “No caso da MM Boxe, em particular, não é diferente do que eu registro em Buenos Aires. São todos espaços relacionados a esse esporte em que eu registro e participo, fazemos um projeto muito semelhante. Quero que o mundo veja e apoie o boxe como um meio de mudar as coisas. A Mmboxe é um espaço aberto para a rua, onde os vizinhos vivem com tudo o que é gerado dentro do espaço. Eu tenho visto o enorme crescimento de meninos e meninas começando pequenos e se tornando os melhores atletas e pessoas que podem ser. É um espaço que se integra à vida do bairro e regenera e muda a vida de muitas pessoas ao redor. Toda a minha admiração por aqueles que fazem parte de um trabalho político, social e cultural diário, onde se busca encontrar amor em um mundo onde a violência se prolifera a cada segundo”.

Com essa visão, Soledad tenta, através do boxe e de suas fotografias, contribuir para um mundo melhor, mostrando às pessoas um olhar diferente sobre a vida: “É minha responsabilidade emocional e profissional registrar o caminho que estamos seguindo, graças ao boxe. Hoje não vivo das fotografias, trabalho em um museu, mas escolhi assim porque realmente não queria que as fotos fossem meu apoio econômico. Queria que fosse algo que funcionasse para os outros e para mim, onde o dinheiro não é um impedimento, onde os outros podem refletir e sentir-se melhor consigo mesmos, olharem para si mesmos em seu melhor estado. Quero saber e registrar que existem pessoas todos os dias tentando mudar as coisas, que dedicam muito esforço e amor para fazer isso, que tornam esse trabalho parte de suas vidas. É contagioso e essa é a melhor parte, nos dá toda a felicidade. Eu tenho uma ferramenta poderosa e quero usá-la para mostrar o que realmente vale a pena”.

Redes sociais

O trabalho de Soledad pode ser conferido em sua conta do Instagram (@fuerzasauve). Na página do MM Boxe no Facebook também é possível encontrar um álbum com fotos feitas pela argentina na academia de Rio Claro. Confira abaixo algumas das fotos de Soledad feitas durante o carnaval no MM Boxe: