Banda dos Ferroviários une gerações em Rio Claro

93

Fabíola Cunha

Elias começou os estudos do instrumento aos 9 anos (Foto: Arquivo pessoal)
Elias começou os estudos do instrumento aos 9 anos (Foto: Arquivo pessoal)

Aos 9 anos, Elias Rogério Santo Pedro começou os estudos do trompete, instrumento de sopro com que integra hoje a Banda Sinfônica União dos Artistas Ferroviários de Rio Claro. Aos 16 anos, Elias está cercado pela experiência dos companheiros de grupo, muitos músicos há várias décadas: “Quando comecei a estudar, não tinha planos, não imaginava que fosse ter uma carreira nesse patamar, porque não sou virtuose”, explica. O trompete foi escolhido por ser um instrumento forte, que “por si só chama a atenção e é reconhecido em qualquer lugar, transitando pelo popular e erudito”, analisa.  Aluno do 3º ano do Ensino Médio, Elias conta que tem sido fácil conciliar escola e estudos do instrumento. Entre seus compositores favoritos estão Gustav Mahler e Richard Strauss, além das composições que fizeram história executadas por big bands.

Além da atuação na banda, ele também está na Orquestra Experimental e já foi bolsista de uma big band em São Carlos.  Ele não vê a diferença de idade dentro da banda como intimidadora e sente-se acolhido pelos colegas mais velhos: “Eles apoiam muito os mais novos, são como pais mesmo, sinto-me bem acolhido”, diz. Para o futuro próximo, Elias pensa em cursar Bacharelado em Música na Universidade de São Paulo (USP) como trompetista e seguir com mestrado em escolas europeias, principalmente as alemãs.

Rafael Garbuio, maestro da banda desde abril do ano passado, considera a troca de experiências entre os músicos de diferentes gerações o maior patrimônio do grupo: “Temos um grupo em que se identificam desde músicos com muita experiência profissional e carreira musical consolidada, até jovens aprendizes que estão se iniciando na carreira. Além do que, encontramos uma disparidade entre as idades dos músicos interessante, que vai desde jovens com 14 anos, até senhores com 90 anos”, enfatiza.

A Banda dos Ferroviários completará neste ano 119 anos de existência, tendo recentemente firmado parceria com a Orquestra Sinfônica de Rio Claro para intercâmbio de músicos.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: