TRANSPORTE ESCOLAR: escolher pelo serviço devidamente regular é zelar pela segurança dos filhos, diz prefeitura

Sidney Navas

TRANSPORTE ESCOLAR: escolher pelo serviço devidamente regular é zelar pela segurança dos filhos, diz prefeitura
TRANSPORTE ESCOLAR: escolher pelo serviço devidamente regular é zelar pela segurança dos filhos, diz prefeitura

Na hora de contratar os serviços do transporte escolar, os pais dos estudantes devem ficar atentos para não caírem nas mãos dos clandestinos. De acordo com as informações prestadas pela Secretaria de Mobilidade Urbana, o papel dos pais em procurar apenas serviços de transporte escolar que esteja regularizado e apresente o selo fornecido anualmente pelo município é de suma importância.

As autoridades frisam que os profissionais, para estarem regularizados, devem apresentar documentação que atesta aptidão ao serviço e ter os veículos devidamente vistoriados. Ou seja, optar pelo serviço regular é zelar pela segurança dos filhos. Segundo a administração pública, os veículos autorizados a fazerem o transporte escolar na cidade recebem um selo, que tem nova cor anualmente. O selo deve ficar na parte frontal do veículo, no para-brisa, de maneira bem visível. Até o próximo mês de março está em vigor o selo na cor roxa clara.

A cada ano a prefeitura publica edital convocando os profissionais que atuam no ramo para fazerem o recadastramento. Esse edital especifica os documentos, datas e locais, e é divulgado perto do início do recadastramento, que normalmente é feito durante o mês de março. No caso de novos profissionais ou os que querem regularizar o serviço, é preciso aguardar o Poder Público abrir inscrições para expedição de alvará de permissão de transporte escolar. Geralmente a prefeitura abre as inscrições em outubro.

Quem flagrar trabalho clandestino em transporte escolar pode ligar para a Secretária de Mobilidade Urbana e Sistema Viário pelo telefone 3522-1924. A Guarda Civil (153) e a Polícia Militar (190) também fazem a fiscalização, tendo realizado recentemente trabalho conjunto visando a coibir de maneira intensificada o transporte escolar clandestino.

Para o comandante da Guarda Civil Municipal, Wlademir Walter, tomando os cuidados necessários, todos têm a ganhar com isso. “Encontrar profissionais que atuam dentro da legalidade traz mais segurança, já que os pais sabem que esse motorista cumpriu todas as etapas exigidas para poder atuar no ramo”, completa. No meio do ano passado, uma mulher que dirigia uma van em estado irregular foi surpreendida e detida pelos agentes na região da Avenida Francisco Matarazzo, perto do Shopping Center.