Ramon Rossi

O prefeito de Araras, Junior Franco (DEM), decretou estado de emergência na cidade, em razão da pandemia do coronavírus (Covid-19), e fixou uma série de medidas para o monitoramento e enfrentamento da doença na cidade por meio de decreto publicado nesta sexta-feira (20). O Jornal Cidade adianta algumas delas, que foram anunciadas pelo chefe do Executivo em um pronunciamento online esta manhã.

Os pontos principais são: o fechamento das estruturas da Prefeitura ao atendimento ao público; rodízio de servidores nas repartições públicas municipais, com a dispensa de servidores do grupo de risco: pessoas maiores de 60 anos, gestantes, lactantes e portadores de doenças crônicas; e suspensão do prazo da solicitação de isenção do IPTU. O decreto prevê, ainda, que o comércio evite aglomerações e recomenda o fechamento dos estabelecimentos, e, os que escolherem ficar abertos, reforcem a higiene.

O prefeito declarou que serão mantidos os serviços essenciais da Prefeitura, como coletas de lixo e entulho, bem como do transporte coletivo (que trabalhará em horários reduzidos). A suspensão das aulas de todas as unidades da rede municipal de Educação (inclusive com nenhum servidor dentro das unidades) estão mantidas, e os equipamentos da Secretaria de Assistência Social estarão com atendimento público encerrado, mas farão atendimentos emergenciais.

Casos em Araras 

Araras tem, atualmente, seis casos suspeitos de coronavírus sob investigação da Vigilância Epidemiológica, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde. Três novas notificações foram feitas nesta quinta-feira (19) e envolvem um paciente que voltou recentemente da Itália, um familiar dele e ainda um outro homem que esteve em São Paulo e teve contato com uma pessoa contaminada pelo vírus. Além deles, outras três suspeitas foram notificadas esta semana pela Vigilância – são três mulheres, que estão na faixa etária de 30 anos, apresentam sintomas suspeitos e têm histórico para investigação: duas delas chegaram recentemente dos Estados Unidos e a outra teve contato com uma pessoa contaminada com coronavírus em outra cidade.

Até o momento, Araras notificou oito suspeitas da doença – os dois primeiros casos foram descartados após a chegada do resultado de exames realizados pelo Instituto Adolfo Lutz. Os outros seis pacientes aguardam a chegada dos laudos para diagnóstico dos casos. A previsão é que as análises sejam concluídas em 15 dias, mas o prazo depende da logística e da demanda do laboratório.

Todos os pacientes sob investigação, que apresentaram sintomas como dor de cabeça, tosse, dificuldade respiratória e febre, estão em isolamento domiciliar, medida adotada pelo Ministério da Saúde para pacientes com sintomas suspeitos.