Após 30 anos, Araras registra primeiro caso de sarampo

408
Ramon Rossi

A Secretaria de Saúde de Araras confirmou hoje o primeiro caso de sarampo na cidade – um homem, 49. Por meio de nota, a Prefeitura informou que o paciente foi contaminado pelo vírus em outro município. O caso, portanto, é importado.

Ações de bloqueio já foram realizadas pela equipe de Vigilância Epidemiológica da pasta junto a pessoas que tiveram contato com ele para evitar possíveis novos casos da doença, diz a Prefeitura.

De acordo com a pasta, o paciente foi até hospital da Unimed no último sábado (10), com a doença viral já confirmada, e acabou sendo internado por precaução. O homem foi liberado na última segunda-feira (12), sem complicações decorrentes da doença e fora do período de contágio.

Segundo informações do Setor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria, ele teria contraído a doença na cidade de São Paulo e viajado para Minas Gerais, em seguida. “Após o registro do caso, todas as medidas de segurança foram tomadas, inclusive com isolamento da área onde esse paciente mora, por meio da vacinação de todos os vizinhos e pessoas que, de alguma forma, tiveram contato com ele”, explicou diretora de atenção básica da Saúde, Margareth Pagotti.

Quem deve ser vacinado?

Apesar do caso confirmado na cidade, o cenário de vacinação não muda em Araras. A vacinação contra o sarampo é feita atualmente aos 12 meses de idade, quando a primeira dose de vacina é aplicada, e aos 15 meses, quando uma segunda é recomendada. Mas o calendário vacinal, estabelecido pelo Ministério da Saúde, nem sempre foi assim.

“O calendário de vacinação mudou. Antigamente, a vacina contra o sarampo era aplicada aos 4 anos de idade, com reforço somente aos 15 anos. Muitas pessoas que nasceram entre as décadas de 80 e 90 não voltaram para receber esse reforço na idade prevista e precisam se imunizar agora”, explicou Margareth.

Ela recomenda que os ararenses chequem a carteirinha de vacinação para saber se receberam as duas doses da vacina e, em caso de dúvida, procurem uma das unidades de saúde que tenham sala de vacina para verificar a necessidade do reforço.

“Ararenses com idades entre um e 29 anos de idade devem ter duas doses de vacina. Quem tem mais de 30 anos, deve ter sido imunizado uma vez”, ressaltou.

Salas de Vacina:

PAM Antônio Carlos Fabrício (José Ometto 1)

PSF Edmundo Ulson (Parque Tiradentes)

UBS Ênio Vitalli (Jardim Piratininga)

PSF Madre Carla Rabolin (Jardim Alvorada)

PAM Oswaldo Salvador Devitte (Narciso Gomes)**

 Centro de Saúde II Dr. João Geraldo Noronha (ao lado do Corpo de Bombeiros).

* vacinas são aplicadas até as 15h45 para armazenamento correto dos frascos

*Somente no Pam Oswaldo Salvador Devitte, vacinas são aplicadas até as 15h30.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: