Aos 57 anos, Guarda Mirim já formou 18 mil jovens

385

A Guarda Mirim de Rio Claro completa nesta quarta-feira (3) 57 anos de atividades formando jovens, abrindo portas para o primeiro emprego e levando aos adolescentes valores baseados na responsabilidade, competência, disciplina, profissionalismo e respeito ao próximo. O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, esteve presente à formatura de mais uma turma de guardas mirins, no sábado (29), e destaca a importância da entidade para o município.

“São inúmeros os exemplos de grandes profissionais de Rio Claro que iniciaram sua jornada ao sucesso como guardas mirins”, comenta Juninho, que participou da solenidade junto do vice-prefeito e secretário de Segurança, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Sistema Viário, Marco Antonio Bellagamba. O vereador Julio Lopes também esteve presente. “Além da oportunidade de formação e trabalho para jovens, a Guarda Mirim representa ainda uma excelente opção para empresas e órgãos públicos na contratação de mão de obra qualificada”, acrescenta o prefeito.

Advogado pós-graduado em Direito Público e em Gestão Pública, com habilitação para lecionar no ensino superior, Djair Cláudio Francisco é um dos exemplos de como a entidade é importante para abrir portas. Atual secretário municipal de Saúde, Djair qualifica como “fundamental” sua passagem pela Guarda Mirim, na qual atuou de 1977 a 1980. “Foi um divisor de águas entre a falta de expectativa da vida que eu levava, e a possibilidade de enxergar acima desse muro”, conta. Durante seu período na Guarda Mirim, Djair trabalhou em uma empresa de instrumentos musicais, uma concessionária de veículos e no fórum, onde nutriu o gosto pelo Direito. “Entrei de um jeito na Guarda Mirim e saí de outro, ciente de que havia um imenso mercado a ser explorado e de que eu tinha capacidade de desbravar o universo profissional do Direito”, explica.

Para o biênio 2017-2019 a diretoria executiva da Guarda Mirim de Rio Claro é presidida por Juarez Moura de Oliveira e tem como vice-presidente Ellery Sebastião Domingos de Moraes. Nessa trajetória de quase seis décadas, aproximadamente 18 mil adolescentes já passaram pela Guarda Mirim de Rio Claro. Dos 120 Guardas Mirins que se formaram no sábado, 42 já estão trabalhando. Atualmente, a entidade tem em seus quadros 300 guardas mirins que trabalham em uma das 80 entidades parceiras, privadas ou públicas. Outros 240 adolescentes fazem o curso pré-profissionalizante ou são recém formados.

Fundada em três de outubro de 1961, a Guarda Mirim surgiu como iniciativa de um grupo de rio-clarenses liderados pelo então juiz de direito da comarca de Rio Claro, Luiz Gonzaga de Arruda Campos, mobilizados para garantir alternativa a jovens de famílias de menor poder aquisitivo do município. Ainda naquele ano, 60 jovens dos 100 inscritos formaram a primeira turma da GM. “Guardinha” na década de 70, Rinaldo Aparecido Baptista, hoje gerente administrativo da Guarda Mirim de Rio Claro, usa todo o conhecimento e experiência adquiridos para apoiar e incentivar os jovens que estão na mesma posição em que ele esteve décadas atrás. “Mais do que conhecimento profissional, a Guarda Mirim foca seu trabalho na formação de cidadãos”, destaca, lembrando do falecimento de sua mãe, quando ainda era guarda mirim. “O apoio que recebi naquele momento tão difícil foi fundamental na minha vida”, destaca.

A Guarda Mirim de Rio Claro atende adolescentes de ambos os gêneros e, entre as atividades oferecidas, estão o curso pré-profissionalizante ministrado de acordo com a Lei do Menor Aprendiz. Além de módulo básico com disciplinas como Língua Portuguesa, Inglês, Espanhol, Orientação Profissional e Educação Física, os jovens têm cursos específicos nas áreas de serviços administrativos e noções contábeis, informática administrativa e atendimento ao público.

“Não tenho dúvidas de que minha passagem pela Guarda Mirim foi um complemento essencial para a minha formação profissional”, afirma o primeiro sargento da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Durval Guimarães. Integrado no ano de 1980 à Guarda Mirim, ele foi encaminhado para trabalhar em uma fábrica de bebida destilada na qual foi efetivado após um ano e meio. “Durante meu período como ‘guardinha’, uma das influências que marcaram minha vida foi a dos dois instrutores, os sargentos Lucas e Marcos, sem dúvida um grande estímulo para que eu seguisse carreira na polícia”, destaca.

Todo o suporte aos Guardas Mirins é feita por profissionais das áreas como a social e pedagógica. Os adolescentes têm assistência médica, acesso a exames laboratoriais e assistência odontológica gratuita. A estrutura da entidade inclui quadra poliesportiva e centro de lazer com piscina e academia.

Inscrições

As inscrições para o processo seletivo da Guarda Mirim para 2019 terminam nesta semana. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira das 13h30 às 16h30 e no sábado das 8h30 às 11h30. Podem se inscrever adolescentes nascidos de janeiro de 2003 a junho de 2004, que estejam cursando o 9º ano do Ensino Fundamental ou o Ensino Médio. A sede da Guarda Mirim fica na Avenida 42 entre Rua 3-A e Avenida Brasil, Vila Alemã.

Os documentos necessários são declaração de escolaridade original e cópia de RG ou certidão de nascimento do candidato e de responsável legal, de comprovante de residência (energia ou telefone) e dos holerites de todos os que trabalham na casa do candidato. As informações detalhadas sobre o assunto estão no site da Guarda Mirim de Rio Claro, no endereço eletrônico www.guardamirimrioclaro.com.br

.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: